Política

Ex-mulher de Pazuello se oferece para depor à CPI

Tania Rego/Agência Brasil

Andréa enviou um e-mail para a Comissão com os pontos que poderia abordar no depoimento sobre atos que envolvem o seu ex-marido

Publicado em 27/06/2021, às 07h54    Tania Rego/Agência Brasil    Redação BNews

A ex-mulher do general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro, procurou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid para se oferecer à depor.

Andréa enviou um email para a Comsisão com os pontos que poderia abordar no depoimento sobre atos que envolvem o seu ex-marido.

Segundo informações do colunista Lauro Jardim, do O Globo, a decisão final sobre a sua participação deve ser tomada após uma conversa com o presidente da CPI, o senador Omar Aziz.

Andrea mora em Manaus, capital do Amazonas, estado que já foi governado por Aziz.

Longe dos holofotes nos últimos dias, o general está no centro da polêmica do contrato irregular do Ministério da Saúd para a compra da Covaxin. Entre outras inconsistências, uma das versões da nota fiscal indicava o pagamento adiantado de US$ 45 milhões que seriam pagos à empresa Madison Biotech, que intermediaria a importação e que faz parte do grupo da Bharat Biotech.

O The Intercept revelou que a Madison Biotech, que, segundo denúncia do deputado federal Luis Miranda e de seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda, que cobrou 45 milhões de dólares adiantados do governo Bolsonaro pela venda da vacina Covaxin, fica localizada em um prédio sem identificação em Singapura, paraíso fiscal ao sul da Malásia.

Classificação Indicativa: Livre