Política

Direto de Brasília: Deputado bolsonarista critica fusão "DEM-PSL": "Feito à revelia do que a bancada gostaria"

Victor Pinto/BNews

Publicado em 16/09/2021, às 14h40    Victor Pinto/BNews    Victor Pinto* e Pedro Vilas Boas

O deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO) criticou a negociação para fundir seu partido com o DEM. "Eles tomaram essa decisão meio que à revelia do que a bancada gostaria que fosse. A maioria de nós quer ficar mais próximo do presidente [Jair Bolsonaro]", disse, em entrevista ao BNews nesta quinta-feira (16), em Brasília.

É justamente a proximidade com Bolsonaro que o deputado federal Luciano Bivar (PE) e ACM Neto - presidentes do PSL e DEM, respectivamente - querem evitar. Segundo a coluna de Guilherme Amado, no site Metróples, já foi decidido que o número "17" será abandonado.

Um fator que tem dificultado as negociações sobre filiação partidária dos deputados bolsonaristas é a demora para Bolsonaro se filiar a uma nova sigla. Vitor Hugo estima que, neste momento, cerca de 30 parlamentares se filiariam ao partido que o presidente decidisse integrar.

Impeachment

Ainda duranta a entrevista, o deputado bolsonarista disse que não havia clima para impeachment, mesmo antes da "Declaração à Nação" divulgada por Bolsonaro, adotando um tom mais ameno em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF). "É preciso ter uma confluência de fatores pra alguém ser impeachmado. Além do crime de responsabilidade, que no caso do presidente não existe, é preciso ter pessoas nas ruas em grande quantidade", analisou.

No último dia 12, manifestações contra Bolsonaro, organizadas por grupos de direita e esquerda, foram registradas em diferentes capitais do Brasil, mas com um número reduzido, se comparado aos protestos a favor do presidente. Novas manifestações estão marcadas para acontecer no dia 15, desta vez com apoio de partidos de centro-esquerda e esquerda, em maior quantidade.

Matérias Relacionadas

ACM Neto diz que próximos 15 dias 'serão decisivos' para fusão DEM-PSL

Em fusão de PSL e DEM, ACM Neto deve ficar com a secretaria-geral do partido

"Digna de dó", diz Bolsonaro sobre manifestação de oposicionistas

*Editor de Política do BNews está em Brasília para a cobertura da CPI da Pandemia

Classificação Indicativa: Livre