Política

Troca de ataques motivou adiamento da filiação de Bolsonaro ao PL: "VTNC você e seus filhos"

Reprodução/Redes Sociais

Publicado em 14/11/2021, às 17h54    Reprodução/Redes Sociais    Redação BNews

O presidente Jair Bolsonaro pode continuar sem partido. Após ter dito que a negociação com o PL estava “99%” fechada, o mandatário trocou ataques com o líder da sigla, Valdemar Costa Neto, e a parceria pode ter sido cancelada. 

De acordo com o site O Antagonista, o impasse foi motivado pelo diretório do partido em São Paulo. Enquanto Valdemar que manter o apoio ao vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia (PSDB), Bolsonaro quer entregar a direção ao filho Eduardo (PSL-SP). 

Matérias Relacionadas: PP da Bahia está aliviado após anúncio de Bolsonaro; entenda

PP não deixará barato o fato de Bolsonaro preferir PL

Bolsonaro define com PL futuro de ministro da Infraestrutura e Romário

“Você pode ser presidente da República, mas quem manda no PL sou eu”, teria escrito Valdemar. Bolsonaro, então, teria mandado o cacique do PL “para aquele lugar”, recebendo ataque semelhante.

Segundo a nota, quem acompanhou a conversa garante que já não há mais clima para a filiação. Em comunicado oficial, o PL informou que “a data de 22 de novembro foi cancelada, não havendo, ainda uma nova data para o compromisso de filiação”.

Classificação Indicativa: Livre