Política

Réplica: "Ele que brinca com a população de Salvador. É tricampeão"

Imagem Réplica: "Ele que brinca com a população de Salvador. É tricampeão"

Presidente do TCM rebate resposta do prefeito João Henrique

Publicado em 22/12/2012, às 12h40        Caroline Gois (twitter: @goiscarol)

"O prefeito mais uma vez dá uma declaração infeliz". Assim rebateu à resposta do prefeito João Henrique (PP), o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Paulo Maracajá, em entrevista concedida na noite desta sexta-feira (21), durante entrevista ao Se Liga Bocão, na Itapoan FM. Na manhã de hoje, Maracajá à imprensa que o atual prefeito de Salvador, João Henrique (PP), que teve as contas de 2009, 2010 e 2011 rejeitadas, tem mania de perseguição. Maracajá disse ainda que o pepista “é um menino grande que fica se queixando que estão fazendo bullying com ele”.

Em resposta às críticas do presidente do TCM, João Henrique “exigiu que Maracajá respeite Salvador”. Segundo o prefeito, O município de Salvador merece mais respeito por parte do TCM. "Ao me atacar e me ofender, o conselheiro Paulo Maracajá ofende toda cidade, os servidores e colaboradores municipais e o eleitorado de Salvador, que votou em mim".



Na réplica, Maracajá disse que o prefeito João Henrique é volúvel e que "Ele que brinca com a população de Salvador", disse. JH foi ainda mais longe e disse, em nota, que "Se ele brinca com o TCM, ao contrário do que ele diz, eu não brinco com a prefeitura, nem com o povo de Salvador, que como disse, confiou a gestão da cidade a mim, por duas vezes consecutivas", referindo-se a Maracajá.

"Quem brinca é ele. Se o que fazemos é brincadeira imagine o que é coisa séria. O que fazemos é julgar as contas dele", afirmou o presidente do TCM. Paulo Maracajá ressaltou ainda que não precisa pedir autorização do prefeito para falar com a imprensa, após o prefeito declarar que "O conselheiro Paulo Maracajá está investido do múnus de juiz e como tal a competência dele se esgota com o julgamento do processo. Juiz só deve se manifestar no processo", expôs em nota.

"Ele não me intimida e não tenho medo de cara feia. Falo com o jornal que quiser, a hora que quiser porque sou o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios", disse. Maracajá aproveitou a oportunidade para relebrar a rejeição das contas do prefeito e que "lá no TCM tem dez conselheiros que não se intimidam com João. Mandamos ele devolver R$ 3 milhões com gastos em propaganda. Ele teve três contas rejeitadas. É tricampeão", afirmou.


Arte: Bocão News

Classificação Indicativa: Livre