Política

Prefeito de Santo Amaro promove festa de milhões e não se explica

Imagem Prefeito de Santo Amaro promove festa de milhões e não se explica

Ricardo Machado já teve as contas de 2009 e 2011 rejeitadas

Publicado em 24/01/2013, às 07h06        Adelia Felix (Twitter: @adelia_felix)

O prefeito reeleito de Santo Amaro, município do Recôncavo Baiano, Ricardo Machado (PT), que teve as contas de 2009 e 2011 rejeitadas, preparou uma mega grade de atrações para a Lavagem de Nossa Senhora da Purificação, que dura nove dias, e que neste ano homenageia Luiz Gonzaga e  Vinícius De Moraes.
Crítico ferrenho do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Machado convidou para a festa atrações como Caetano Veloso, Zezé Di Camargo, Targino Gondim, Geraldo Azevedo, Luis Caldas, Chiclete Com Banana, Frank E Alex, Maestro João Carlos Martins, Margareth Menezes, Gilberto Gil, Tuca Fernandes, Jau, Magary, Fantasmão, Raimundo Sodré, Saiddy Bamba, Negra Cor, Flávio Venturini, Geronimo e ainda Harmonia do Samba e Psirico, no bloco Tô na Aba. Soma-se à grade de atrações uma apresentação do circo do ator Marcos Frota.
O Bocão News entrou em contato por diversas vezes com a assessoria de imprensa do gestor para saber o valor do investimento que a prefeitura aplicou na Lavagem da cidade. Entretanto, os valores não foram revelados. A reportagem tentou acessar o Diário Oficial do Município por meio do site da publicação mas o mesmo estava desatualizado.
Ano passado, após ter as contas de 2011 rejeitadas, o prefeito disparou contra os técnicos do TCM: "Ainda querem que eu, Ricardo Machado, pessoa física, devolva aos cofres públicos do Município 228 mil reais, referente a juros de contas pagas com atraso no exercício de 2011 (coelba, embasa, oi telemar e INSS). Nunca tivemos serviços interrompidos por falta de pagamento, se não foram pagas nas datas de vencimento é porque o Município não tinha dinheiro. Para os conselheiros do TCM, todos os prefeitos são maus administradores. Eles não conhecem a nossa realidade, as dificuldades de cada Município. Está mais do que claro, existe dois pesos e duas medidas, não há critérios".
Em média, a dupla Zezé Di Camargo cobra cerca de R$ 180 mil. No ano de 2010, a banda Chiclete com Banana teria cobrado R$ 400 mil para se apresentar em um show de menos de duas horas no centenário de Itabuna, segundo o blog Políticos do Sul da Bahia.
A festa tem realização da prefeitura, patrocínio da Skol, produção Maurício Pessoa e Licia Fabio Produções e Eventos e apoiodo Governo de Bahia, Bahiatursa e Petrobras. 

Publicada no dia 23 de janeiro de 2013, às 12h58

Classificação Indicativa: Livre