Política

Secretário aposta no IPTU para expandir caixa de Salvador

Imagem Secretário aposta no IPTU para expandir caixa de Salvador

Mauro Ricardo deve promover modificações no cálculo do imposto

Publicado em 27/01/2013, às 08h02        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O Imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana (IPTU) deve ser a ‘galinha dos ovos de ouro’ para começar a alinha a economia da prefeitura de Salvador. A aposta vem do secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, que já sinalizou a intenção de mexer na cobrança.

Na última reunião do prefeito ACM Neto (DEM) com o secretariado, última segunda-feira (21), Mauro fez comparação entre as capitais baiana e mineira. Segundo o gerente da pasta fazendária soteropolitana em Salvador o IPTU rende R$ 270 milhões ao ano, enquanto que em Belo Horizonte o imposto gera receita de R$ 800 milhões.

As especulações são de que ele pode aumentar a base de arrecadação, ampliando o número de pessoas que pagam o imposto, ou aumentar o volume cobrado de quem já paga, atualizando o valor dos imóveis, hoje defasado. Ainda existe a possibilidade, segundo o A Tarde, dele utilizar um pouco de cada coisa.

Outro desafio da Fazenda de Neto é conseguir arrecadar o valor devido de forma integral. Estimativa preliminar de especialistas do município, com base no cruzamento de dados do cadastro da prefeitura, aponta um índice de inadimplência de algo entre 50% e 55%.

Classificação Indicativa: Livre