Política

Dilma chora ao falar de tragédia e antecipa volta ao Brasil

Foto: UOL

Presidente está no Chile participando da cúpula dos países da América Latina com a União Europeia

Publicado em 28/01/2013, às 07h34    Foto: UOL    Redacao Bocão News (Twitter: @bocaonews)

A presidente Dilma Rousseff, que está no Chile participandod e reuniões políticas com colegas dirigentes, antecipará a volta ao Brasil para acompanhar a situação de tragédia na cidade de Santa Maria, no interior do Rio Grande do Sul, que viu uma tragédia tirar a vida de mais de 245 pessoas em um incêndio na boate Kiss na madrugada deste domingo (27). Ao fazer um pronunciamento oficial, a presidente se emocionou, chorou e não conseguiu completar sua fala.
Dilma participava da cúpula dos países da América Latina com a União Europeia, em Santiago, e declarou que volta emergencialmente ao país porque, neste momento, o povo brasileiro precisa mais dela do que os chefes de estado reunidos em debates. O anúncio foi realizado do hotel The Ritz-Carlton, onde a presidente está hospedada. Dilma disse ter conversado com o governador Tarso Genro sobre a situação e está a caminho da cidade para acompanhar os trabalhos.
"Gostaria de dizer a população de nosso país e de Santa Maria (RS) que estamos todos juntos nesse momento". Perto do final do pronunciamento oficial, Dilma não segurou as lágrimas e encerrou sua fala. Não é a primeira vez que Dilma chora ao falar de uma tragédia brasileira. Um exemplo foi quando, em 2011, um massacre na escola Tarso da Silveira, em Realengo, Rio de Janeiro, Dilma chorou ao falar, segundo ela, como presidente e mãe.

Publicada no dia 27 de janeiro de 2013, às 11h35

Classificação Indicativa: Livre