Política

Copa das Confederações: prefeito pode decretar feriado

Imagem Copa das Confederações: prefeito pode decretar feriado

Em dia de jogo, cidade pode ter expediente de meio turno

Publicado em 07/06/2013, às 09h09        Caroline Gois (twitter: @goiscarol)

O trânsito da capital baiana é um dos problemas mais dicutidos entre a população e um desafio para o prefeito ACM Neto (DEM), que na quinta-feira (6), em conversa com o apresentador Zé Eduardo, admitiu o que a população sofre diariamente. "Quando chove a cidade fica um caos. De fato, a situação do trânsito de Salvador é caótica. As chuvas resultam em alagamentos, que resultam em buracos", afirmou.

O prefeito trouxe à tona o problema da cratera que abriu após as fortes chuvas na BR-324 e causou congestionamento de até 3h. "A responsabilidade é da ViaBahia, mas o impacto é direto em Salvador porque como é saída, que é lenta, gera o represamento em Águas Claras, Bonocô e Pirajá", ressaltou.

Neto disse ainda que o asfalto da cidade está completamente vencido e por isso, 25 equipes estão trabalhando na Operação Tapa Buraco e três no recapeamento. "Metade das equipes trabalham na madrugada, mas a velocidade é muito menor do que trabalhar durante o dia porque fica difícil enxergar todo perímetro do asfalto para o buraco que será tapado", explicou.

Quando o assunto foi Copa das Confederações, o prefeito afirmou que cerca de R$ 170 milhões foram prometidos pela gestão anterior em investimentos no trânsito voltados para o evento, "mas o ex-prefeito deixou zero de orçamento e não fez uma obra. Em dias de jogos por exemplo, a Bonocô tem que ser fechada. Estamos tratando um plano especial e analisando se vamos organizar um turno de trabalho que permita à cidade um expediente até meio dia ou uma hora da tarde ou se vou decretar feriado", afirmou.



Sobre as intervenções, Neto falou da implantação de passarelas e ações emergenciais como a substituição e subtração de passarelas. "Vamos tirar mais de 20 semáforos e fazer também intervenções simples como trazer pontos de ônibus mais para atrás e recapeamento total da Paralela com a implantação da 5ª faixa. A maioria destas intervenções serão aplicadas depois da Copa das Confederações", concluiu.

A parceria com o Governo do Estado e o Governo Federal também foram citadas por Neto, que garantiu apresentar já no segundo semestre um conjunto de intervenções de médio e longo prazo, como um corredor estruturante viário. "Este corredor irá ligar Garibaldi à Paralela e Lapa com Vasco da Gama. Vamos intervir nesta principal artéria que vai complementar o metrô, que estará rodando no ano que vem. Isso tudo completados com os viadutos do Governo do Estado. Reativamos dois convênios com o Governo Federal através da Caixa. Além disso, faremos a ligação Cazajeiras com Valéria em obras que custarão mais de R$ 10 milhões. Já iremos começar já este ano para desafogar o trânsito", prometeu.

Classificação Indicativa: Livre