Política

Brigas internas e troca de acusações marcam disputa pelo comando do Sindseps

Imagem Brigas internas e troca de acusações marcam disputa pelo comando do Sindseps

Bate-chapa definirá os novos diretores da categoria na noite da próxima quarta-feira (8)

Publicado em 08/01/2014, às 11h01        Marivaldo Filho (Twitter: @marivaldofilho)

Troca de farpas, acusações e denúncias. A disputa pelo comando do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindsesps) tem todos os ingredientes de uma das eleições sindicais mais acirradas dos últimos tempos.  Todos os trabalhadores do Executivo sindicalizados podem votar.  Nesta terça-feira (7), primeiro dia de votações, os servidores marcaram presença em bom número. Às 17h desta quarta-feira (8), as urnas serão fechadas e a apuração será feita na sede do sindicato. 
De um lado, a Chapa 1 – “Renovação com responsabilidade”, com servidores de diversos órgãos da Prefeitura de Salvador, liderada pelo guarda municipal e atual diretor do Sindseps, Bruno Cruz, além de Helivaldo Alcântara e Everaldo Braga, e que conta com os apoios da CTB e da Força Sindical. Do outro, a Chapa 2 – “Mudar para reconstruir”, com forte presença dos Guardas Municipais (Patrimonial) e servidores municipais aposentados e capitaneada por Jeiel Soares e Raimundo Calixto. Intersindical e CUT Dissidente já declaram apoio à chapa de oposição.
Para se ter noção do ambiente pouco amigável instaurado durante esta disputa, a reportagem do Bocão News tentou o contato com Jeiel Soares através de um telefone antigo, que é institucional. Ao ser atendido por uma pessoa da atual diretoria, a reportagem procurando Jeiel recebeu a seguinte resposta:

“Jeiel? Você está procurando por Jeiel? Jeiel um cara%#$!! Seu f ilho da p...! Não ligue mais aqui atrás dele não, seu viado! “, respondeu, instantes antes de bater o telefone na cara do repórter.
Disputa por Silvio Humberto
Nesse ambiente pouco diplomático, o apoio dos vereadores é disputado como um prato de comida. Especialmente, o do vereador Silvio Humberto (PSB).  Bruno Cruz, da chapa 1, acusa os oposicionistas de forjarem o apoio do edil socialista no material de campanha.
“Eles utilizaram o Silvio Humberto no material de campanha deles como se ele estivesse apoiando a chapa 2. Só que o vereador Silvio Humberto já declarou várias vezes que está com a nossa chapa. Eles estão desesperados. É uma chapa de total descrédito na nossa categoria. Os servidores estão vendo isso e a nossa expectativa é de que votem em massa para continuarmos o nosso trabalho”, declarou Bruno Cruz.
Do outro lado, além de negar que tenha utilizado material com Silvio Humberto, Jeiel Soares acusou a atual diretoria de “estar na mão” do prefeito ACM Neto em detrimento dos interesses da categoria. 
“Nunca utilizamos o nome do vereador Silvio Humberto porque sabemos que o partido dele (PSB), historicamente, apoia a chapa 1. Não precisamos fazer nada desse tipo. Estamos trabalhando para vencer as eleições e essa chapa e tirar o sindicato das mãos do patrão (ACM Neto). Aliás, quem tem histórico de fraudes em eleições são integrantes da Chapa 1”, alfinetou, fazendo alusão à decisão do Tribunal Regional do Trabalho contra a atual gestão.

Apesar de Jeiel negar a utilização do nome de Silvio Humberto no material de campanha, com ou sem conhecimento do oposicionista, o panfleto foi confeccionado. A reportagem do Bocão News teve acesso do documento da chapa 2.
O pivô da disputa, em contato com a reportagem do Bocão News, esclareceu que tudo não passou de um mal entendido.
“No plenário da Câmara, durante a votação do Plano de Saúde dos servidores, um integrante da chapa 2 me abordou e me perguntou sobre a possibilidade do apoio. No momento, não identifiquei que era um integrante da chapa 2 e isso gerou toda esta confusão. Depois que percebi o mal entendido, com muita tranquilidade, resolvi gravar um vídeo de apoio à Chapa 1 e assim o fiz. Mas o desejo do nosso mandato é que as eleições transcorram bem e que a categoria saia ganhando neste processo democrático”, explicou Silvio Humberto.

Publicada no dia 7 de janeiro de 2013, às 20h18

Classificação Indicativa: Livre