Política

Prefeito de Ilhéus corta salário de professores grevistas

Imagem Prefeito de Ilhéus corta salário de professores grevistas

Servidores vão debater em assembleia nesta quarta-feira (28)

Publicado em 26/05/2014, às 20h01        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Os professores da rede municipal de Ilhéus que participaram das paralisações da categoria em maio deste ano sofreram corte no salário. A determinação partiu do prefeito Jabes Ribeiro (PP), segundo a direção da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI-APLB/Sindicato). A questão será discutida em assembleia marcada para a quarta (28), às 9 horas, na Câmara de Vereadores.

De acordo com o site Pimenta, os educadores, segundo nota do sindicato, sofreram “corte no ponto e o desconto dos dias” em que participaram da paralisação. A presidente da APPI, Enilda Mendonça, disse que a ideia é discutir, na assembleia, as medidas a serem adotadas para garantir o salário dos profissionais. Além do corte de salário, também será discutida a campanha salarial de 2014, que ainda não recebeu resposta do governo.

Desde o início do mês, o prefeito ilheense anunciava que iria cortar o salário dos professores que participassem de paralisações. Jabes alega que o município gasta mais de 60% das receitas com pagamento de pessoal e não teria como discutir reajuste salarial nem pagamento do piso básico do magistério antes do primeiro quadrimestre, encerrado em abril. A categoria reclama que o prazo venceu e o governo não se abriu para o diálogo.


Classificação Indicativa: Livre