Política

Caso Unigel: Revista detalha relação política entre empresa e PT na Bahia

Divulgação
Rui Costa e Rosemberg Pinto estão entre os que receberam doações relacionadas a empresa  |   Bnews - Divulgação Divulgação

Publicado em 06/04/2024, às 09h01   Redação BNews



Um clima de tensão e discordância tomou conta da reunião do Comitê de Auditoria Estatutário da Petrobras, na semana seguinte ao Carnaval, em um embate acalorado sobre a aprovação de um negócio que promete trazer um prejuízo considerável para a estatal. Segundo a revista Piauí, o ponto central da discussão foi a celebração de um contrato com a petroquímica Unigel, que acarretará um déficit estimado em 487,1 milhões de reais para a Petrobras.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp!

O acordo envolve o pagamento de 759,2 milhões de reais à Unigel para a produção de fertilizantes sob encomenda, com a estatal fornecendo gás natural como matéria-prima e utilizando suas próprias fábricas na Bahia e no Sergipe. Esta modalidade de contrato, conhecida como tolling, levantou questionamentos quanto à viabilidade econômica, especialmente em um contexto de baixa global nos preços dos fertilizantes.

Essa conjuntura desfavorável é agravada pela falta de transparência nos preços praticados entre a Petrobras e a Unigel. Com uma matéria-prima custosa e um preço de venda reduzido, a produção de fertilizantes se mostra uma operação de alto risco. Segundo a revista, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, ex-governador da Bahia, acompanhou de perto a realização do acordo.

Além das implicações financeiras desfavoráveis para a Petrobras, o contrato também desperta atenção devido a um componente político: há uma relação de longa data entre o Partido dos Trabalhadores (PT) e o proprietário da Unigel, Henri Armand Szlezynger, um bilionário de 87 anos. A empresa enfrenta uma grave crise financeira e conta com este acordo para tentar recuperar-se.

O negócio foi formalizado em 29 de dezembro do ano anterior, em uma semana entre o Natal e o Ano-Novo. O grupo, ao longo dos últimos 18 anos, fez doações eleitorais e criou uma relação de proximidade com o PT da Bahia

"A relação começou na eleição de Jaques Wagner para o governo da Bahia, em 2006. Naquele ano, a Acrinor Acrilonitrila do Nordeste S.A, uma empresa adquirida pelo Grupo Unigel em 1997, doou 50 mil reais. Na reeleição de Wagner, em 2010, foram 750 mil reais. No mesmo ano, Rui Costa, então secretário de Relações Institucionais da Bahia, lançou-se candidato a deputado federal e recebeu 20,5 mil reais de uma das empresas do grupo. Mais adiante, como candidato à sucessão de Wagner, em 2014, Rui Costa recebeu 450 mil reais de três das empresas, a Unigel Plásticos, a Proquigel e a Acrinor. No mesmo ano, veio o maior aporte: 2 milhões de reais para Dilma Rousseff, pela Acrinor e pela Proquigel", informa a Piauí.

A revista ainda lembra que, em 2015, o Supremo Tribunal Federal proibiu doações empresariais. Henri Szlezynger, então, colocou 50 mil reais do próprio bolso na campanha de reeleição de Rui Costa ao governo da Bahia em 2018. Foi o quinto maior doador individual ao petista naquele ano. Na última eleição, em 2022, doou 200 mil reais para o então candidato e atual governador Jerônimo Rodrigues. Szlezynger também transferiu 100 mil reais para a campanha do deputado estadual Rosemberg Pinto, que, naquele mesmo ano, propôs que o governo estadual concedesse o título de cidadão baiano para ele.

Procurados pela revista, Rui Costa e Jaques Wagner não se manifestaram sobre a reportagem. Em nota enviada à Piauí, a assessoria de imprensa da Petrobras diz que a empresa está focada “na produção de fertilizantes com olhar para o futuro, avaliando a competitividade do negócio, a necessidade dos clientes e a descarbonização”.

A Unigel enviou por e-mail respostas aos questionamentos da piauí assinadas pelo diretor-presidente Roberto Noronha. Ele afirmou que a iniciativa desse acordo partiu da estatal:

"O contrato de tolling foi criado pela Petrobras e representa uma alternativa temporária para viabilizar a manutenção da operação das plantas de fertilizantes nitrogenados, por conseguinte, manter a sua contribuição relevante na produção nacional."

Ao mesmo tempo, ressaltou a importância do acordo para a saúde da empresa, que está em recuperação extrajudicial: "A recuperação extrajudicial e o contrato de tolling são iniciativas independentes e têm o objetivo de manter a competitividade da empresa no mercado, que vem enfrentando um dos piores ciclos vividos pela indústria petroquímica dos últimos anos".

"A Unigel segue acreditando na sensibilização do Governo Federal, através dos poderes executivo e legislativo, dos governos estaduais e da Petrobras quanto às políticas de preço do gás natural destinado à indústria nacional, que se encontra em grande parte combalida pela falta de competitividade gerada pelo alto custo dessa matéria-prima", informa a empresa.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp