Coronavírus

APLB nega retorno às aulas sem professores imunizados: 'Não irão se render à morte'

[APLB nega retorno às aulas sem professores imunizados: 'Não irão se render à morte']
23 de Abril de 2021 às 15:01 Por: Reprodução/APLB Por: Léo Sousa

A Associação dos Professores Licenciados do Brasil - Secção Bahia (APLB-BA) afirmou que professores não voltarão às salas de aula no próximo dia 3 de maio, conforme anunciou a prefeitura de Salvador nesta sexta-feira (23).

A gestão municipal estabeleceu a retomada da educação nas redes municipal e privada para a data, em esquema semipresencial.

"Cinquenta por cento dos alunos vão segunda, quarta e sexta. Os outros 50%, terça e quinta. Na semana seguinte, inverte", explicou o prefeito Bruno Reis (DEM).

De acordo com o sindicato, no entanto, os professores só retornarão às atividades presenciais quando toda a categoria estiver imunizada.

"Não dá pra fazer da escola corredor da morte. Nós não vamos aceitar. Se insistir em abrir aulas presencias, nós vamos parar a rede, qualquer que seja ela [...] Os professores não irão se render à morte", declarou o presidente da APLB, Rui Oliveira, em entrevista à Record TV Itapoan.

Segundo o representante, nesta tarde a categoria realiza uma reunião para "reafirmar" a negativa à prefeitura. Durante a manhã, a APLB se reuniu com o prefeito, mas não houve acordo.

Leia também:

'Tínhamos que sair dessa inércia', diz Bruno Reis após anunciar volta às aulas em Salvador

Diante da ameaça de greve, prefeito de Salvador faz apelo para professores retornarem às aulas

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar