Eleições

Porto Seguro: pesquisa eleitoral vira caso de polícia

[Porto Seguro: pesquisa eleitoral vira caso de polícia]
16 de Agosto de 2012 às 05:29 Por: Redação Bocão News
Virou caso de polícia a suposta pesquisa divulgada no site A Gazeta da Bahia, no último dia 13, que aponta a candidata a prefeita de Porto Seguro, Claudia Oliveira (PSD) como favorita ao pleito de 2012.  Disputam o cargo de prefeito da cidade Cláudia Oliveira (PSD), Pastor Erivaldo (PSB), Jânio Natal (PRP) e Lúcio Caires (PMDB).

De acordo com o site, a pesquisa que teria sido solicitada pela Associação Comercial de Porto Seguro, e realizada pela empresa Analítica Pesquisa de Opinião Pública e Mercado, no período de 29 de julho a 02 de agosto, aponta que Claudia “avança nas intenções de votos e passa 13 pontos percentuais na frente do seu opositor Jânio Natal, em segundo lugar, e 18 pontos na frente do terceiro colocado Lúcio Pinto.” A publicação informa ainda que a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob registro 0057/2012.


Candidata colocou placas pela cidade comemorando pesquisa

Segundo informações publicadas no site Bahia Dia Dia, “partidos políticos e diretores da Associação Comercial de Porto Seguro (ACPS) pretendem pedir à Polícia Federal que seja investigado a legalidade da pesquisa”.

Em contato com a reportagem do Bocão News, Júlio Cezar Zarnier, outro diretor da ACPS, afirmou que a pesquisa foi encomendada pelo presidente da entidade Geo Magno e que tudo correu como o esperado.

Júlio Cezar afirma ainda que Antônio da Jangada, que teria feita a denúncia, conforme publicou o site local, está afastado da associação por ser candidato nas eleições. A reportagem não conseguiu contato com o empresário.

A pesquisa está registrada no site do TSE. No documento disponibilizado no site é possível identificar como contratante e quitador do levantamento a Associação Comercial de Porto Seguro.

Divulgação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) afirmou que não existe ilegalidade na divulgação dos resultados das pesquisas através de banners espalhados pela cidade desde que as placas respeitem os limites de dimensão estabelecidos na Lei Eleitoral e a pesquisa tenha sido devidamente registrada ao TSE.



Foto: Bocão News
Matéria publicada dia 15 de agosto às 11h14
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar