Política

Geraldo Júnior detona ônibus oferecidos pela gestão Bruno Reis: “falido, precário, sujo”

Dinaldo Silva / BNews
O vice-governador disse ainda que o BRT de Salvador “não tem passageiros” e “não leva nada a lugar algum”  |   Bnews - Divulgação Dinaldo Silva / BNews

Publicado em 14/06/2024, às 12h01 - Atualizado às 13h39   Rebeca Silva e Daniel Serrano



O vice-governador e pré-candidato à Prefeitura de Salvador, Geraldo Júnior (MDB), fez duras críticas ao grupo que atualmente comanda a capital baiana, em especial aos investimentos no transporte público soteropolitano.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Em seu discurso durante a assinatura da ordem de serviço para o início das obras o VLT, Geraldo Júnior criticou a tentativa do vereador Sidninho de tentar barrar a licitação do modal.

"Aqui hoje um exemplo de coragem, um exemplo de determinação, um exemplo de persistência. Há aqueles que não sabir nem discutir o que era o projeto do VLT, que buscaram a prestação jurisdicional e, graças a Deus pelo bom senso do Judiciário baiano, uma decisão propagada por eles não prosperou. Prevaleceu a justiça baiana. Aqui, hoje é uma realidade”, disse o vice-governador.

Geraldo ainda fez duras críticas ao transporte público de Salvador, que ele classificou como falido, sujo e caro. "Por isso que eu me orgulho, governador Jerônimo Rodrigues, de estar ao seu lado governando para baianas e baianos, governador aqui para Salvador, que tem um transporte rodoviário falido, precário, sujo, o mais caro.

"Eles querem dividir a cidade, mas não vão conseguir. A cidade é nossa, é de todos nós. Vamos continuar discutindo os problemas da cidade. Nós vamos discutir um BRT que investiu R$ 1 bilhão e que não tem passageiros, um BRT que não leva nada a lugar algum", afirmou.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp