Política

Milton Ribeiro: PF teme retaliação de Bolsonaro após prisão; entenda

Foto: Marcos Corrêa/PR

Mais de 15 delegados da PF foram punidos por Bolsonaro após investigações

Publicado em 23/06/2022, às 07h37    Foto: Marcos Corrêa/PR    Redação BNews

Integrantes da Polícia Federal estão com o giroflex aceso. O sinal de alerta ligado é fruto de um temor de retaliações do presidente Jair Bolsonaro (PL) após a deflagração da operação que prendeu o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e pastores suspeitos de manipular dinheiro do Ministério da Educação (MEC).

As informações são da colunista Bela Megale, do jornal O Globo. Ela explica que a preocupação é fruto do histórico de mais de 15 delegados que foram punidos por atuar em assuntos ou investigações que desagradaram ao governo, seja com a remoção dos cargos que ocupavam ou veto a promoções. 

Leia também

De acordo com a coluna, o receio de retaliações chegou a ser compartilhado em grupos de WhatsApp entre diferentes investigadores. A maneira como Bolsonaro tratou a prisão, pelo menos publicamente, surpreendeu os policiais e trouxe o sentimento de que, por ora, não haverá uma caça as bruxas na PF.

Delegados relataram à coluna que avaliam que a operação colabora para retirar a “pecha de bolsonarista” da PF após as diversas tentativas de interferência do presidente. Bolsonaro trocou quatro vezes o posto de diretor-geral da PF, o mais alto do órgão.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre