Política

PF pode indiciar médico de Bolsonaro; saiba o motivo

Reprodução: Instagram
Denúncias indicam que o médico de Bolsonaro atuava como funcionário fantasma da Apex  |   Bnews - Divulgação Reprodução: Instagram

Publicado em 11/06/2024, às 13h40   Rebeca Silva



A Polícia Federal investiga Ricardo Camarinha, médico do ex-presidente Jair Bolsonaro, após denúncias indicarem que ele atuava como funcionário fantasma da Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

De Acordo com Dal Piva, do ICL Notícias, Camarinha é acusado de receber um salário de R$ 36.800,00 sem exercer suas funções na agência da Apex em Miami, entre abril de 2022 e janeiro de 2023.

Documentos revelam que o médico morava em Orlando, a aproximadamente 400 quilômetros de Miami, levantando suspeitas sobre a regularidade de sua presença no escritório da Apex.

As investigações conduzidas pela PF nos Estados Unidos incluíram um depoimento de Camarinha em sua residência em Orlando.

As investigações vieram à tona este ano, quando Camarinha passou por uma interrogação e testemunhas afirmaram que sua nomeação para a Apex teria sido indicada por Bolsonaro. 

A Polícia Federal está realizando apurações para esclarecer as denúncias do caso. A investigação poderá trazer à tona novas informações sobre a administração Bolsonaro e a gestão de cargos públicos durante seu mandato.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp