Política

LDO 2020 de Salvador prevê crescimento de 8,3% para investimentos

[LDO 2020 de Salvador prevê crescimento de 8,3% para investimentos]
17 de Maio de 2019 às 16:08 Por: Divulgação Por: Henrique Brinco0comentários

A Prefeitura de Salvador enviou para a Câmara Municipal o projeto de lei que dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2020 – LDO/2020. Segundo a mensagem do Executivo, "preservando o princípio do equilíbrio orçamentário, a receita e a despesa foram trabalhadas, a preços correntes, num montante de R$ 8.022.875.000,00 (oito bilhões, vinte e dois milhões e oitocentos e setenta e cinco mil reais), apresentando, em relação ao Orçamento de 2019, um crescimento de 3%". O texto foi publicado nesta sexta-feira (17), no Diário Oficial da CMS.

Desse total, estão previstos investimentos de R$1,3 bilhão, que representa um crescimento de 8,3% em relação à LOA de 2019 e de 16,3% do total da receita estimada. Para o próximo exercício estão previstos recursos da ordem de R$ 720 milhões originários de operações de crédito já assinadas ou em fase final de contratações para ainda este ano.

"As receitas foram estimadas tomando por base o desempenho da execução de exercícios anteriores, a potencialidade de crescimento conjugada com o perfil e a natureza de cada uma delas e os parâmetros econômicos, que balizam a conjuntura de crescimento e desenvolvimento do País, com impacto direto nos demais entes federativos. Assim, com base na publicação oficial – BACEN, de 29 de março último, adotou-se como referência o PIB Brasil 1,98% e o IPCA 3,89%. A essas variáveis, que impactam diretamente nas projeções da receita, foi adicionado o esforço da gestão para melhoria da arrecadação própria, traduzida na intensificação de ações voltadas ao combate à sonegação e cobrança da dívida ativa, dentre outras providências", destaca o prefeito ACM Neto (DEM) na mensagem.

Dentre estes investimentos com desembolsos previstos estão o financiamento  do BRT com a Caixa R$294,22 milhões; o Prodetur e o novo Mané Dendê, com o BID – R$ 153,3 milhões; o Salvador Social, com o BIRD – R$ 127,4 milhões; e o Proquali (Programa de Requalificação Urbana de Salvador), com a Cooperação Andina de Fomento (CAF) – R$ 77,8 milhões.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas