Política

Prefeito de Porto Alegre é acionado na Justiça por não enviar dados de vítimas das pelas cheias no RS

Reprodução/Instagram
Pela falta dos dados, parte da população da capital gaúcha não receberá primeiro lote do auxílio para os afetados pela enchente  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Instagram
Daniel Serrano

por Daniel Serrano

[email protected]

Publicado em 28/05/2024, às 13h27



A deputada federal Fernanda Melchionna e o vereador Roberto Robaina, ambos filiados ao PSOL, acionaram o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), na Justiça pelo fato de a gestão municipal não ter enviado ao governo federal os dados das famílias da capital atingidas pelas enchentes. A informação é da coluna de Bela Megale, no Globo.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Por conta não envio dos documentos, a população atingida pela enchente que atinge a capital gaúcha não receberá o primeiro lote do pagamento do programa Auxílio Reconstrução, no valor de R$ 5,1 mil, que começou a ser pago na última segunda-feira (27).

A deputada e o vereador querem que a Procuradoria de Justiça do Rio Grande do Sul investigue Melo pelo não envio dos dados. Os parlamentares acusam o prefeito de “por omissão de socorro e improbidade administrativa”.

“Ao se omitir de realizar o cadastramento junto ao governo federal das famílias afetadas que têm direito ao Auxílio Reconstrução, o prefeito Sebastião Melo afeta diretamente interesses difusos da população afetada pelas enchentes em Porto Alegre”, diz Melchionna e Robaina na representação.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp