Política

Primeira-dama de Barra do Mendes pede investigação de vereador que integra grupo para cassar prefeito

Divulgação
Investigação pode levar à cassação do parlamentar  |   Bnews - Divulgação Divulgação

Publicado em 13/03/2024, às 13h23   BNews



O clima na Câmara Municipal de Barra do Mendes ficou tenso durante a sessão que aconteceu no dia 15 de fevereiro. A vereadora e primeira-dama do município, Adriana Neiva, pediu uma investigação a respeito de um grupo de WhatsApp intitulado “Gabinete do Juros”,  onde um dos integrantes é o vereador Italo Maurício (PDT), conhecido como 'Montanha'. Os parlamentares se juntaram para pedir a cassação do prefeito Antonio Barreto de Oliveira (PDT), mais conhecido como “Tonho de Napo”.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp


O edil confirma, no decorrer da sessão, que o grupo existe, mas rebate que haja qualquer conluio entre os parlamentares. Ele ressalta que a atitude criminosa aconteceu por meio do responsável por hackear o computador do município e ter acesso às trocas de mensagens, que nas palavras dele, foram editadas. 


Adriana diz que não está imputando qualquer crime ao vereador ‘Montanha’, mas pede que seja aberta uma investigação para que tudo fique esclarecido. Segundo ela, “não é possível conviver dentro da Câmara sem que haja confiança”. 


Após isso, o vereador confirmou a existência do grupo dizendo “tá bom Vereadora, o grupo existe, ninguém é idiota, todo mundo sabe que o grupo existe, a Senhora sabe muito bem, poque a senhora faz parte desse esquema criminoso, senhora faz parte desse conselho maldito ai que bota pas pessoas pra jogar um contra o outro, a senhora também é a primeira dama do mal, a gente sabe disso”.


Até o momento não há nenhuma investigação em curso, mas há a possibilidade de o vereador Montanha perder o mandato por quebra de decoro parlamentar. O BNews procurou o vereador, mas até a publicação desta matéria não recebeu as respostas. O espaço segue aberto.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp