Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

"Para mim, eles estão mortos", dispara Marcelo Odebrecht sobre seus pais após rompimento

["Para mim, eles estão mortos", dispara Marcelo Odebrecht sobre seus pais após rompimento]
21 de Novembro de 2020 às 11:05 Por: Acervo Odebrecht Por: Redação BNews

A disputa entre Marcelo Odebrecht e seu pai, Emílio, ganhou mais um novo capítulo, relatado no livro "A Organização", da jornalista Malu Gaspar. Rompidos publicamente desde o fim de 2016, por conta da demissão de Marcelo da empreiteira e de seguidas acusações de chantagem e brigas judiciais, a situação familiar acabou chegando em níveis extremos — para Marcelo, seus pais "estão mortos", e ele não tem arrependimento de não falar mais com eles.

O motivo de todas as rugas é a delação premiada da empresa, que possuí diferentes versões sob a ótica de Marcelo e sob a ótica de Emílio. Marcelo acusa o pai de receber dinheiro vivo do departamento que controlava o caixa-dois da empresa, e nunca foram declarados aos procurados que investigam o caso, além de estar mentindo e escondendo coisas sobre as relações da Odebrecht com políticos.

Após sua demissão por justa causa da empresa, ele foi acusado de chatagem pela empreiteira, além de ter um valor de R$ 143 milhões bloqueados pela Justiça, que fizeram com que o empresário não conseguisse pagar suas despesas pessoais. Em carta, Emílio pediu que Marcelo "descesse do pedestal" e que era pra ele "pedir a seus pais as necessidades de sobrevivência da família”. No entanto, Marcelo permaneceu irredutível.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso