Geral

Plano Gonçalves: prazo da prefeitura está se esgotando

[Plano Gonçalves: prazo da prefeitura está se esgotando]
05 de Novembro de 2013 às 18:14 Por: Alessandro Isabel (twitter: @alesandroisabel)


26 de dezembro de 2013. Esse é o prazo que a prefeitura municipal de Salvador anunciou para a reabertura, aos soteropolitanos e turistas, do mais antigo Plano Inclinado da capital baiana, o Gonçalves, que desde 1874 fazia a ligação entre o Centro Histórico (Cidade Alta) com o bairro do Comércio (Cidade Baixa).

O anúncio da reforma de reestruturação orçado em R$ 2,5 milhões foi feito no dia 26 de abril, pelo prefeito ACM Neto (DEM), que assinou a ordem do serviço que garantia a recuperação e restabelecimento do funcionamento dos equipamentos.

Mas, nesta terça-feira (05), mais de seis meses após a promessa, a reportagem do Bocão News esteve no local e ao invés de encontrar operários trabalhando e o serviço a pleno vapor, deparou-se com uma facha e os seguintes dizeres: “Sr. Prefeito. O Comércio confia e aguarda o funcionamento do Plano Inclinado em dezembro de 2013”.


Logo abaixo, um cartaz complementa o raciocínio: “Sr. Secretário José Carlos Aleluia. Até quando este elevador vai ficar fechado? 2 anos com João Henrique. 10 meses com ACM Neto. Perguntar não ofende!”.



 

O questionamento do ‘anônimo do cartaz’ foi levado para o secretário Municipal de Urbanismo e Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, que se mostrou surpreso com a falta de operários e trabalho no local.

Enquanto isso, os comerciantes reclamam e fecham as portas. De acordo com Manoel Carlos, vendedor, o número de demitidos chega a ser incalculável. “Registramos uma queda de 70% no número de vendas. O número de demitidos supera esse percentual e já estamos cansados de reclamar e receber promessas”.



As palavras se somam em cada estabelecimento que a reportagem conseguiu encontrar aberto. “Estamos funcionando porque somos guerreiros. É uma loja de muitas gerações da minha família e não posso deixar acabar por falta de competência ou interesse de gestores. O que nos resta é continuar lutando”, desabafa Carlos Manoel, vendedor antigo do bairro.

De acordo com levantamento de prefeitura, cerca de dez mil pessoas utilizavam o serviço até o ano de 2010, quando o transporte parou de ser utilizado. Na época, a justificativa para o não funcionamento do ascensor seria o risco da encosta que o sustenta desmoronar.

A prefeitura de Salvador ainda segue dentro do prazo para a entrega do equipamento funcionando. Porém, faltando menos de dois meses para a data prometida, o que se vislumbra não são boas notícias para o governo municipal, muito menos para os comerciantes, soteropolitanos e turistas.

GALERIA DO PLANO GONÇALVES


Fotos: Roberto Viana | Bocão News
Matéria originalmente postada às 13h do dia 5


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar