Salvador

Dono de bar acusado pela Sedur de reunir mais 300 pessoas nega operação no local: 'confundiram'

[Dono de bar acusado pela Sedur de reunir mais 300 pessoas nega operação no local: 'confundiram']
16 de Maio de 2021 às 18:11 Por: Divulgação Por: Redação Bnews

O dono do Bar da Torre, localizado no bairro da Boa Viagem, Salvador, nega que o estabelecimento foi alvo, neste domingo (16), de uma operação de fiscalização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur).

Em nota, a pasta informou à imprensa que fiscais foram até o local acompanhados de policiais civis e militares para acabar com uma festa clandestina que reunia mais de 300 pessoas. 

O empresário Paulo Lisboa diz, contudo, que a operação aconteceu no estabelecimento vizinho, que funciona como espaço para cerimonial. Segundo ele, há entrou equívoco no comuncidado emitido pelo órgão: o número de pessoas presentes no espaço era bem menor do que o informado.

Ele acrescenta ainda que PMs lançaram gás lacrimogêneo para tentar dispersar as pessoas e, nesse momento, algumas procuraram abrigo na calçada do seu negócio — o que pode ter criado a impressão de que parte delas estavam no bar da Torre.

"A festa acontecia em um cerimonial, ao lado do meu estabelecimento, com a presença de 57 pessoas. A polícia chegou no cerimonial e aplicou o gás, já que o espaço estava fechado. No desespero todos saíram correndo, derrubaram o portão do meu bar e se concentraram na calçada. Meu bar tem 60 m², impossível caber 300 pessoas", conta.  

O órgão informa na nota que o proprietário do estabelecimento foi conduzido à delegacia. O empresário também rebate a informação e afirma que foi apenas à unidade de polícia acompanhar o desfecho da situação. "Foi o dono do cerimonial que foi conduzido para delegacia porque discutiu com os policiais já que, segundo ele, houve excesso por causa do uso do gás", completa. 

Em outro trecho do comunicado enviado à imprensa, a Sedur diz que o estabelecimento estava funcionamento após o horário permitido por decreto e mantendo os clientes no interior sem nenhum tipo de protocolo. A equipe do Bnews entrou em contato mais uma vez com a pasta para checar as informações, mas, até o momento, não foi respondida.

Confira o vídeo da ação e nota completa da Sedur:

Na madrugada deste domingo (16), fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e policiais militares e civis, através da Operação Sílere, dispersaram uma aglomeração com mais de 300 pessoas no Bar da Torre, no bairro de Boa Viagem. O estabelecimento tentou burlar a fiscalização e foi interditado. O proprietário foi conduzido à delegacia. 

A Sedur tem recebido denúncias recorrentes do estabelecimento e conseguiu flagrar a irregularidade.

 “Depois do horário permitido, o estabelecimento vinha fechando as portas e mantendo os clientes dentro sem nenhum tipo de protocolo. Quando chegamos ao local, constatamos a denúncia e percebemos que eles estavam mantendo os clientes confinados e não estavam permitindo a saída”, explica a subcoordenadora de fiscalização sonora, Márcia Cardim.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar