Saúde

Após matéria do Bocão News, MS irá apurar conduta de médica cubana

[ Após matéria do Bocão News, MS irá apurar conduta de médica cubana]
21 de Novembro de 2013 às 07:54 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)] 0comentários
Na manhã desta quarta-feira (20), o site Bocão News denunciou um fato está chocando os internautas pelas redes sociais do país. Isso porque, na matéria publicada pela repórter Terena Cardoso, ficou constatado que a foto de um receituário escrito por uma médica cubana do Mais Médicos indica o uso do metocarbamol a um paciente com osteoartrose. A medicação é exclusiva para o uso veterinário no Brasil e serve para cavalos, cães e gatos. A informação foi confirmada pelo secretário de saúde do município Barra do Corda, de onde saiu a receita. Segundo Alexandre Miranda Leite, a médica Norma Rodriguez, que assina o documento, já foi orientada e continua exercendo a atividade. O programa é do governo Federal. 
 
A foto foi publicada também no blog Perito.med comandado pelo perito do INSS Francisco Cardoso. O endereço eletrônico se dedica a discutir atividades como perícia médica, perícia médica previdenciária etc, mas também denunciou outros casos de receituários e diagnósticos equivocados dos médicos cubanos.
 
Após a publicação da reportagem, o Ministério da Saúde enviou nota e informou que "a Coordenação do Programa Mais Médicos está apurando a conduta da médica Norma Barbara Hernandez Rodriguez, inscrita no Mais Médicos e alocada no município de Barra do Corta (MA). O supervisor vinculado ao programa que já acompanha os profissionais do local avaliará pessoalmente a atuação da médica. 
 
 
Como prevê a legislação que criou o Mais Médicos, todos os médicos do Programa estão sujeitos à fiscalização estabelecida pelo Conselho Regional de Medicina em que estiver inscrito, conforme legislação aplicável. Esses profissionais são acompanhados permanentemente por um supervisor para garantir a qualidade no atendimento à atenção básica. Além disso, os profissionais tem acesso a vários materiais pedagógicos durante todo o período de atuação no país, inclusive através de tabletes que contém os cadernos de atenção básica, acesso ao Telessaude e o Portal Saúde Baseada em Evidências. Todos os profissionais estão sujeitos as regras do programa no que diz respeito a eventuais infrações que sejam cometidas.
 
Cabe ressaltar que o medicamento que foi prescrito é indicado como relaxante muscular para uso em humanos em outros países, como Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. Porém, no Brasil, a droga não está na lista de medicamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA)".


Metocarbamol
O nome comercial do metocarbamol para os humanos é Robaxin, mas no Brasil o uso é exclusivamente veterinário para cavalos, cães e gatos. O medicamento controla o sistema nervoso central ao invés dos músculos. Em seres humanos, esse medicamento têm efeitos secundários como tonturas, náuseas, vômitos, desmaios, febre, convulsões e outros. 

Publicada no dia 20 de novembro de 2013, às 14h05

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas