Salvador

Grupo protesta em frente à CMS contra aumento de IPTU: "Desleal"

Victor Pinto/BNews

Segundo organizadora do ato, Linéia Costa, imóveis com grande diferença de valor pagam o mesmo imposto com a política de reajuste

Publicado em 02/02/2022, às 08h50    Victor Pinto/BNews    Victor Pinto e Luiz Felipe Fernandez

Um grupo se reúne em manifestação contra o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)  em Salvador, na manhã desta quarta-feira (2), em frente à Câmara Municipal de Salvador (CMS).

Uma das organizadoras do movimento, Linéia Costa, diz que objetivo do ato é chamar a atenção dos vereadores para a desigualdade na cobrança do imposto de imóveis na capital baiana.

Ela explica que a lei promulgada pela Prefeitura criou um "sistema de travas" que provoca uma diferença de valores da taxa em imóveis erguidos antes e depois de 2013.

"Queremos sensibilizar os vereadores para a falta de isonomia tributária na legislação atual do IPTU [...] a Prefeitura aprovou essa legislação criando sistema de travas, que provoca abismo entre valores construídos antes e depois de 2013. Temos imóvel de R$ 7 milhões pagando R$ 5 mil de IPTU, e imóveis de R$ 600 mil pagando o mesmo valor", denuncia.

Segundo Linéia, a postura da Prefeitura diante do assunto é "desleal com o contribuinte" e que reivindicar à Câmara, que é onde estão os vereadores eleitos democraticamente, é uma alternativa em meio à impossibilidade de "se defender".

"Nosso objetivo hoje é mostrar que isso é uma questão da cidade inteira e precisamos da atuação da CMS para que represente o interesse da população, pois a Prefeitura está agindo de maneira muito desleal", critica.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre