Coronavírus

China atrasa envio de insumo para a produção de 18 milhões de doses da vacina contra Covid-19

[China atrasa envio de insumo para a produção de 18 milhões de doses da vacina contra Covid-19]
11 de Maio de 2021 às 08:35 Por: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini Por: Redação Bnews

10 mil litros de insumos para a produção de 18 milhões de doses da CoronaVac estão presos na China à espera de autorização para o envio ao Brasil. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), atribui o atraso dos litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) aos problemas diplomáticos causados pelas declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Faltam insumos. Por quê? Porque o governo da China não autorizou o embarque. Temos 10 mil litros prontos e estamos aguardando a liberação do governo da China. São 18 milhões de doses. É muito necessário para o Brasil. É um problema diplomático, um problema que se dá pelas manifestações sucessivas erráticas e desnecessárias pelo governo federal, do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e seus ministros”, disse o governador durante uma coletiva nesta segunda (10). 

O atraso do insumo, segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, pode comprometer todo o calendário de vacinação do Brasil a partir de junho. A produção do imunizante está parada desde a semana passada e as doses que estão sendo entregues fazem parte de um lote que já estava pronto. 

A mais recente declaração de Bolsonaro contra os chineses foi dada na semana passada, quando o chefe do Executivo disse que o país asiático teria se beneficiado economicamente da pandemia do novo coronavírus.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar