Saúde

Cresce o número de mulheres que optam por adiar a maternidade

Reprodução Freepik
Mulheres com mais de 40 anos têm engravidado mais do que nos anos anteriores a pesquisa  |   Bnews - Divulgação Reprodução Freepik

Publicado em 16/06/2024, às 16h35   Redação



O percentual de mulheres que engravidam com mais de 40 anos aumentou em 64% entre os anos de 2010 e 2022. Os dados publicados pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados Estatísticos (Seade) revelam que as mulheres têm preferido adiar a maternidade. 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp 

Os especialistas explicam que isso se deve principalmente pela busca da independência financeira da família e assim as mulheres se planejam ainda mais para engravidar. 

Foram aproximadamente 434 mil gestações em mulheres com mais de 35 anos. Em 2022, 331.438 partos foram registrados em grávidas na faixa etária entre 35 e 39 anos e 102.644 em mulheres acima dos 40. 

Mas, a pergunta que não quer calar: isso pode prejudicar a gravidez ou o bebê? Aos 35 anos é o marco inicial para uma gestação ser classificada como tardia. Pode até parecer cedo, porém esse conceito é inalterado. De acordo com publicação do Metrópoles, a partir dessa idade, a fertilidade feminina começa a entrar em declínio, já que as mulheres não produzem novos óvulos após o nascimento. Com a reserva ovariana diminuindo ao longo dos anos, a concepção natural torna-se mais difícil.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp