BNews Sergipe

Pacientes são transferidos após incêndio em hospital em Aracaju; bombeiros iniciam perícia

[Pacientes são transferidos após incêndio em hospital em Aracaju; bombeiros iniciam perícia]
28 de Maio de 2021 às 13:43 Por: Divulgação / SSP-SE Por: Redação BNews

Após o incêndio no Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva, em Aracaju, que deixou quatro pessoas mortas, 35 pacientes que estavam internados no local foram transferidos para os hospitais de Urgência (Huse), da Polícia Militar (HPM), Santa Isabel, Senhor dos Passos, Primavera, Hapvida, Fernando Franco e leitos do Caps Jael Patrício, nesta sexta-feira (28). 

As chamas atingiram as alas clínica e covid-19 do hospital. A área onde ocorreu o incêndio está isolada e o espaço não atingido será equipado para atendimento ao público.

De acordo com a prefeitura, responsável pela gestão do hospital, o Município conta com o apoio de equipes intersetoriais municipal e estadual. Além disso, a Secretaria da Saúde de Aracaju presta todo o suporte necessário à operação de transferência de pacientes e funcionários da UPA.

Leia também
Incêndio em hospital em Aracaju mata quatro pessoas
Ala Covid de hospital em Aracaju pega fogo e pacientes são transferidos às pressas

A prefeitura também informou que está em tratativas buscando nova unidade de atendimento para substituir os leitos do Nestor Piva e garantir assistência em saúde aos aracajuanos. De maneira emergencial, a pediatria do Hospital Fernando Franco foi adaptada para atendimento clínico; mantendo-se, contudo, os atendimentos pediátricos na unidade. 

O Município garante que o reabastecimento de oxigênio nos leitos municipais está garantido pela empresa que fornece o produto e a Secretaria Municipal da Saúde vai ampliar as escalas de trabalho para assegurar a assistência necessária à população aracajuana nos equipamentos da rede municipal de Saúde.

No Nestor Piva, acompanhando de perto a situação, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), solidarizou-se aos pacientes e seus familiares e garantiu todo o empenho necessário para garantir o devido atendimento a todos que precisaram ser transferidos. A prefeitura também estruturou espaço para atendimento psicológico e de informações para familiares dos pacientes e trabalhadores do hospital.

Perícia
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE), o Instituto de Criminalística (IC) iniciou a perícia para identificar as causas que originaram o incêndio registrado na manhã desta sexta-feira.

Segundo a polícia, o IC encaminhou quatro peritos criminais para perícia no local das chamas. Atuam na identificação das causas do incêndio quatro peritos, sendo dois engenheiros e dois físicos. O diretor do Instituto de Criminalística, Luciano Homem, explicou que a perícia da instituição está focada na identificação de elementos relativos ao incêndio.

“Os peritos estão fazendo os levantamentos no local do incêndio que atingiu a Unidade de Pronto Atendimento Nestor Piva, na manhã desta sexta-feira. Os peritos buscam a identificação da origem do incêndio e a dinâmica do que ocorreu no local”, detalhou o diretor do Instituto de Criminalística.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar