Serviços

Ferry Boat: Rio Paraguaçu volta operar nesta quinta-feira

Imagem Ferry Boat: Rio Paraguaçu volta operar nesta quinta-feira

Agerba promete atuar com as sete embarcações até o final de janeiro

Publicado em 10/01/2013, às 17h15        Elena Martinez (@ElenaMartinez)

O ferry boat Rio Paraguaçu volta a operar nesta quinta-feira (10), segundo informou o diretor da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), Eduardo Pessoa. O ferry Rio Paraguaçu tem capacidade para 50 veículos, em média, e 800 passageiros. Até o final deste mês, a Agerba prometeu retornar com as sete embarcações, Ana Nery, Ivete Sangalo, Rio Paraguaçu, Maria Betânia, Agenor Gordilho, Juracy Magalhães e Pinheiro.

Na tarde da quarta-feira (09), apenas dois ferrys estavam operando. Segundo informações de fontes ligadas ao Bocão News, o tempo de espera para motoristas é de seis horas.

As constantes filas e demora no embarque tem tirado não somente a paciência dos passageiros, mas também do diretor da Agerba que em entrevista a reportagem se mostrou com os brios alterados. “Precisamos confiar no prazo e no serviço que estão fazendo. Até que a reforma seja concluída a situação permanece. Pedimos que os motoristas utilizem as estradas, porque os problemas com as embarcações são maiores do que estávamos imaginando”, explicou.


De acordo com o presidente estadual do PSD, Otto Alencar, o edital de licitação está sendo preparado, mas o processo é um pouco mais lento por se tratar de uma concorrência internacional. “Vamos adquirir dois ou três ferrys, a empresa que vencer a licitação vai precisar de um tempo que pode chegar a dois anos para construir as embarcações adequadas à nossa necessidade”.

E lembrou ainda que, quando suspendeu a concessão da TWB o problema levaria pelos menos seis meses para ser solucionado.
“Quando anunciamos a intervenção tornamos público que passaríamos uns seis meses em dificuldade, mas a ação foi necessária para estancar o sangramento. Estamos fazendo um trabalho de reparação dos ferrys como nunca antes e se não o fizéssemos nenhum estaria funcionando hoje”, justifica.

Classificação Indicativa: Livre