Serviços

Anvisa fiscaliza gelo, sorvetes e picolés entre as ações frente ao carnaval

Divulgação

A fiscalização tem o objetivo de reduzir os riscos de infecções tóxico-alimentares

Publicado em 19/01/2013, às 07h15    Divulgação    Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

A Vigilância Sanitária do Salvador esta realizando diversas ações de fiscalização e capacitação em boas práticas de manipulação de alimentos em preparação para o carnaval 2013. Coforme nota da Ascom / Secretaria de Saúde de Salvador.

As indústrias produtoras de gelo e água mineral que vão atuar na folia momesca, estão sendo fiscalizadas pela VISA, a fim de reduzir os riscos de infecções tóxico-alimentares.As empresas que não estiverem em condições sanitárias e legais de acordo com as legislações vigentes, poderão ser interditados ou impedidos de serem comercializados, até que atendam as exigências mínimas de funcionamento garantindo á saúde do consumidor.

Essas inspeções se estendem para os produtores e vendedores de gelados comestíveis (sorvetes e picolés). O objetivo é exigir o cumprimento das regras de segurança alimentar, embalagem e rotulagem dos produtos produzidos regionalmente, bem como, identificar possíveis irregularidades no acondicionamento e manuseio dos mesmos.

Histórico das ações -Desde 2009 o trabalho de análise nos gelados comestíveis resultou na notificação de várias empresas devido a problemas na qualidade, implantação deficiente ou inexistente das boas práticas de manipulação, ausência de embalagem e/ou rotulagem, falta de controle da qualidade da água, ausência de responsável técnico e deficiências estruturais.
As inconformidades durante a fabricação comprometem os alimentos, oferecendo riscos de contaminar para a população. Por isso, visando regularizar o setor, a Vigilância Sanitária agendará encontros com os produtores para definir um plano de trabalho e implementações de normas que qualifiquem a produção.

Uma das propostas iniciais refere-se a uma embalagem específica que contenha todas as informações técnicas necessárias sobre o produto, para que o consumidor saiba o que está comprando. Serão feitas também parcerias com o Sebrae, Senac e Senai para que haja a regularização das pequenas empresas, além da oferta de cursos de boa gestão e boas práticas de higiene.

Qualquer cidadão pode realizar denúncias à Vigilância Sanitária através do Disque Saúde 160, motivando as fiscalizações por parte do poder público.

Classificação Indicativa: Livre