Política

Em tarde agitada na Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Junior é reeleito presidente da Casa

Parlamentar, que é o atual presidente da Casa, convocou a eleição nesta terça-feira; pleito só aconteceria no próximo ano

Publicado em 29/03/2022, às 15h54 - Atualizado às 16h39   BNews   Victor Pinto e Eduardo Dias

Em tarde agitada na Câmara de Vereadores de Salvador (CMS), o presidente Geraldo Junior (MDB) foi reeleito para comandar a Mesa Diretora da CMS nesta terça-feira (29), no Plenário Cosme de Farias. O mandato é válido para o biênio 2023-2024.

Geraldo, que é o atual presidente da Casa, convocou a eleição hoje "no apagar das luzes".  A eleição aconteceria no início do ano que vem e foi antecipada para hoje. A sessão foi comandada pelo vereador Edvaldo Brito (PSD). 

Geraldo foi eleito com 35 votos. O mínimo de votos necessários para a eleição eram 20, dos 39 votos depositados na urna. Foram contabilizados 4 abstenções.

Em tarde agitada na Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Junior é reeleito presidente da casa pic.twitter.com/dIBvelU7Ap

— bnewsvideos (@bnewsvideos) March 29, 2022

 

A nova configuração da mesa diretora ficou da seguinte forma:

Geraldo Junior (MDB) como presidente;
Carlos Muniz (PTB) como 1º vice-presidente;
Isnard Araújo (PL) como 2º vice-presidente;
Sabá (DC) como 3º vice-presidente;
Cátia Rodrigues (União) como 1º secretário; 
Ricardo Almeida (PSC) como 2º secretário; 
Téo Senna (PSDB) como 3º secretário;
Átila do Congo (Patriota) como 4º secretário;
Alexandre Aleluia (PL) como corregedor; 
Augusto Vasconcelos (PCdoB) como ouvidor;
Anderson Ninho (PDT) como ouvidor substituto;
Marcelo Maia (PMN) como 1º vice-presidente suplente;
Ireuda Silva (Repu) como 2º vice-presidente suplente;
Fábio Souza (SD) como 1º secretário suplente;
Hélio Ferreira (PCdoB) 2º secretário suplente.

Ficaram de fora da composição nomes como os dos vereadores Cláudio Tinoco, Duda Sanches e Joceval Rodrigues. A eleição ocorreu com chapa única. 

Leita também:

 

Vale lembrar que Geraldo é uma peça chave na negociação dos rumos do seu partido nas próximas eleições e muitas definições passam pelo futuro do parlamentar. Ele, inclusive, está em negociações com o governador Rui Costa (PT) para integrar a chapa majoritária governista como vice de Jerônimo Rodrigues. 

 

 

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre