Colunas / Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: MDB, a boazuda da praia

Freepik

O que movimentou os bastidores da política baiana esta semana

Publicado em 24/03/2022, às 06h00    Freepik    Redação

Depois de muito tempo alijado por causa de processos internos dos seus caciques baianos, o partido MDB voltou a ser a boazuda da praia, a gata mais cobiçada da festa. Todo mundo quer o MDB! O ex-prefeito ACM Neto já ofereceu a Iluminação, Limpurb e a Semob ao partido de Geddel. Por outro lado, o governo do Estado ofereceu Juceb, Seplan, SDE. Resta saber para onde vai a boazuda da praia. Cenas do próximo capítulo... 
Pesquisas para quê pesquisas? Pesquisas para quê precisa de pesquisas!?
Parafraseando o hit imortalizado na voz da banda Titãs, na década 90, “Polícia para quem precisa, Polícia para quem precisa de polícia”, o tema pesquisa eleitoral virou um inferno em Salvador e na Bahia. Durante os 15 dias iniciais do combalido processo eleitoral que já se iniciou, as duas facções rivais começam a se enfrentar soltando farpas, liminares, Fake News, cards com veículos de imprensa, etc. Tudo pelas famigeradas pesquisas. Ora mas tá! Vai uma pergunta da coluna: pesquisa para quê precisa de pesquisa?
Marqueteiros em fúria
Nem bem começou o processo eleitoral, os marqueteiros dos candidatos ao governo do estado já começam a guerrear com muita fúria e raiva. Essa semana, um dos lados preparou cards acusando o outro de algumas travessuras no passado. Não contente, o lado atingido mandou uma foto de um antigo desafeto abraçado com esse atual candidato. Calma, gente, a guerra mal começou e vocês já estão em fúria...
marqueteiros
Questão de tempo
O desembarque do ministro João Roma no PL é questão de tempo. Ele não conseguiu reverter a intenção do Republicanos de marchar com ACM Neto e finalmente tratou de pavimentar seu caminho no partido. Adiante de si enviou seu chefe de gabinete Vitor Viana, que vai presidir o PL na Bahia, contrariando as expectativas que havia sobre Alexandre Aleluia controlar a legenda no estado. Roma deve oficializar filiação até domingo. 
Frios
A primeira sessão plenária com a presença do PP na bancada de oposição foi um balde de água fria em quem esperava ver algo novo na divisão de forças na AL-BA. Os pepistas não deram as caras e pelo jeito serão apenas figurantes no já descoordenado bloco da minoria. Nos corredores da Casa, parlamentares brincam que os filhotes de Leão estão destreinados quanto à arte de fazer oposição. 
Fúria pastoral
A parte mais aquecida da sessão desta quarta ficou por conta do embate entre o petista Jacó e Carlos Ubaldino, pastor do PSD que não gostou nada da forma generalista como o colega se referiu ao caso dos pastores flagrados numa gravação intermediando verbas do Ministério da Educação. “Vossa excelência usou o termo pastores no plural, não foi cauteloso nas suas palavras”, reclamava Ubaldino, enquanto Jacó ainda falava. O clima só não esquentou porque o presidente Adolfo Menezes tratou de acalmar os ânimos e concedeu ao cristão um tempo de fala que nem está previsto no regimento.
fúria
Perdão felino
Diferente da fúria pastoral de Ubaldino, o vice-governador João Leão (PP) invocou seu lado cristão para falar sobre os recentes arranca-rabos públicos com o senador Jaques Wagner (PT). “Não tem nada melhor na vida do que o perdão. Cristo já nos ensinou isso. Wagner, você tá perdoado! Eu que seu abraço quando eu sentar do seu lado [no Senado]”, disse João Leão em entrevista ao BNews Agora, na Piatã FM. 

Avante militar
O Avante vai entrar com altas patentes no jogo eleitoral deste ano. A NSP explica: além de Isidório, que recentemente subiu de Sargento para Capitão da Polícia Militar da Bahia, o partido vai escalar Major Denice Santiago e o ex-comandante geral Coronel Anselmo Brandão para o time que pretende colocar na Câmara dos Deputados, em Brasília, junto com o deputado estadual Tum, e o federal Carlos Tito.
Sobre escolhas
Tito, a propósito, decidiu seguir na base do governador Rui Costa apesar dos acenos que faz ao governo Bolsonaro, tendo inclusive bom trânsito no Planalto e na Esplanada dos Ministérios. Na dividida eleitoral, pesou a relação estadual e as possibilidades que surgiram após a saída do PP. 
Recompensa
A pré-candidatura de Denice é vista por quadros governistas como uma espécie de recompensa ao “sacrifício” da campanha pela prefeitura de Salvador em 2020 - que terminou com vitória folgada de Bruno Reis. A filiação dela ao Avante já recebeu sinal verde da governadoria e resta agora meras formalidades. 
recompensa
Viabilidade 
A NSP apurou que, nos últimos dias, o Avante recebeu um número sem fim de pedidos de filiação e lançou mão sobre a calculadora para verificar projeções e a viabilidade dos nomes que deseja absorver. Entre as apostas estão lideranças de sindicatos de diversos segmentos, que passaram a ver boas possibilidades diante do desenho eleitoral que a sigla projeta.
Dia do Fico pedetista
Para encerrar de vez as especulações sobre possibilidade de saída do PDT, a vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, resolveu não dar margem a qualquer dúvida. Apesar de já ter afirmado a permanência na legenda em recentes entrevistas, a postagem nas redes sociais garantindo caminhar com Ciro para presidente encerrou, definitivamente, o assunto.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre