BNews Pet

Produtos que impedem cachorro de latir são vendidos no Brasil; ambientalista critica

Reprodução/Redes Sociais

Lojas Americanas retira um dos produtos do site, mas segue com outro similar na plataforma de vendas

Publicado em 23/11/2021, às 19h25    Reprodução/Redes Sociais    Redação BNews

Imagine um cachorro ser impedido de fazer algo do seu instinto, como latir? É o que o promete o desenvolvedores de alguns produtos comercializados no site das Lojas Americanas, no Brasil. 

Segundo uma das empresas, a "focinheira" é feita de silicone de alta qualidade e não é tóxica. “Evite que seu cão fique latindo ao ar livre e prejudicando os outros. Focinho com alça ajustável, conveniente de usar. Reduza comportamentos destrutivos da mordida do seu cão”, completa a empresa no site com domínio brasileiro.

O outro produto anti-latido é descrito como: "Material de malha ecológico e respirável, sem irritação para a pele do cão. Os cães podem colocar a língua para fora para dissipar o calor, não serão contidos e não afetarão a bebida e a alimentação. Envolto em flanela fina nas bordas para evitar estrangulamento e arranhões do cão".

A comercialização foi duramente criticada pelo ambientalista Marcell Moraes que usou suas redes sociais para denunciar a retomada das vendas desses produtos pelas Americanas. O ex-deputado disse que o objeto é uma “tortura” para os animais. Segundo o ambientalista, no ano passado, juntamente com seu instituto que leva o mesmo nome, ele denunciou o caso e a loja removeu o produto.

Leia Mais:

Cão é achado morto por envenenamento após vizinho reclamar de latidos
Para punir cachorro, homem pendura animal em varal no Paraná
Denúncias de maus-tratos contra animais podem ser feitas em delegacia virtual na Bahia

O ambientalista, por sua vez, não pareceu concordar com a exposição do site. “Os animais precisam ser respeitados, é inadmissível forçá-los a não latir, não beber e não comer!”, disse Moraes.

A reportagem tentou contato com a assessoria das Lojas Americanas, mas não teve retorno até esta publicação. Na tarde desta quarta-feira (23), o BNews acessou o site da loja e conferiu que um dos produtos ainda estava na plataforma. A média de preço deles é de R$ 90.

Leia Também:

Cadela não aguenta mais tutor dançando ‘Coração Cachorro’ e vídeo viraliza; assista
Veterinário alerta para doença do carrapato com chegada das altas temperaturas

Acompanhe o BNews Pet também no Instagram.

Classificação Indicativa: Livre