BNews Nordeste

Belivaldo Chagas adia reunião do seu grupo político e avisa: "Eu não irei para o ringue com Rogério Carvalho"

Reprodução/Rádio Fan FM

Em vídeo durante ato realizado em Nossa Senhora do Socorro no fim de setembro, o senador petista declarou: “Sergipe parou no tempo. O nosso estado está estagnado."

Publicado em 07/10/2021, às 10h40    Reprodução/Rádio Fan FM    Redação BNews

O governador de Sergipe Belivaldo Chagas (PSD) afirmou que não entrará em conflito com o senador Rogério Carvalho (PT) após o petista criticar a sua administração. Ainda em entrevista nesta manhã, o chefe do Executivo Estadual também deixou claro que não vai discutir, pelo menos por enquanto, o nome para disputar o governo em 2022. 

Em vídeo durante ato realizado em Nossa Senhora do Socorro no fim de setembro, o senador petista declarou que “Sergipe parou no tempo. O nosso estado está estagnado. O povo sabe que o estado está parado, porque o povo vê o que tá acontecendo na Bahia, vê o que tá acontecendo em Alagoas e vê o que não tá acontecendo em Sergipe”.

Leia também:Executiva do Podemos-SE declara apoio ao nome da Delegada Danielle Garcia ao Senado

Nesta quinta-feira (7), em entrevista à Rádio Fan FM, o gestor rebateu as declarações: "Eu recebo as críticas com naturalidade. Não tenho nada a declarar sobre isso não, até porque isso mesmo não passa de um discurso político. Eu vou continuar respeitando o senador Rogério Carvalho que aliás, há 60 dias atrás, foi implorar para eu ser candidato a senador dele e de Lula, até então eu prestava e ainda presto, mas se agora o cara começa a ver o estado com outros olhos, aí não é comigo."

"Eu não irei para o ringue com Rogério Carvalho, não adianta ele me provocar, eu não sou candidato a nada. Quem quer ser candidato, que seja candidato. Para mim, o que eu tenho dito é: vou manter o que sempre disse, não tirei ninguém do agrupamento e nem pedir para sair(...). O que falta em Rogério é um discurso. Ele não encontrou o fio da meada", reforçou, enfatizando que o eleitor saberá decidir o seu substituto em 2022.

O governador declarou também que não há mais prazo para a realização da reunião do agrupamento governista. "Pode ser em novembro, dezembro, pode ser no próximo ano. Tudo pode acontecer, inclusive, nada. [...] Toda e qualquer reunião do agrupamento governista está descartada em outubro", completou.

Leia mais
Cadeira na Alese após cassação de deputada gera disputa no Podemos
Deputada do Podemos é cassada após prometer dar casas para a população nas eleições de 2018

Classificação Indicativa: Livre