Brasil

Garrafas de vinhos raros furtadas do Ministério das Relações Exteriores são recuperadas pela PF

Divulgação/ Polícia Federal

O suspeito contou que tinha vendido as garrafas e forneceu o endereço do receptador

Publicado em 25/09/2021, às 11h16    Divulgação/ Polícia Federal    Redação BNews

Duas garrafas de vinhos raros, que tinham sido furtadas de uma adega mantida pelo Ministério das Relações Exteriores, foram recuperadas pela Polícia Federal, em São Paulo. Juntas, as bebidas estão avaliadas em quase R$ 60 mil.

A polícia não informou em que condições as garrafas estavam, apenas que foram localizadas após cumprimento de mandado de busca e apreensão, na sexta-feira (24). 

De acordo com o G1, o furto dos vinhos foi verificado em agosto, após uma conferência no cofre do tipo adega mantido pelo Ministério. As investigações levaram até o autor do crime, cuja identidade não foi revelada. 

O suspeito contou que tinha vendido as garrafas e forneceu o endereço do receptador, que também não foi identificado.

As bebidas, um Petrus Pomerol Grand Cru da safra 1980, avaliado em R$ 25.750, e um Domaine de la Romanee-Conti La Tache Grand Cru Monopole da safra de 1995, avaliado em R$ 31.868, foram doadas ao Ministério das Relações Exteriores. 

Leia mais:

PM reage a assalto e é baleado no rosto e braços

Suspeito de assassinar advogado morre após trocar tiros com a polícia

Médico assassinado em clínica na Bahia teria denunciado suspeito por pedofilia

Mulher é morta com 15 tiros enquanto dormia ao lado dos filhos no interior da Bahia

Classificação Indicativa: Livre