Cidades

Centenas de fiéis se reúnem para celebrar Corpus Christi

Solenidade se iniciou com missa no Terreiro de Jesus e seguiu ao Campo Grande, no centro de Salvador

Publicado em 04/06/2015, às 11h46    Juarez Matias / Bocão News    Victor Pinto (twitter: @victordojornal)

Nem o sol nublado com risco de chuva afastou os fiéis católicos que participaram da solenidade de Corpus Christi nesta quinta-feira pela manhã. Além das paróquias dos bairros soteropolitanos, a Arquidiocese preparou a missa campal e procissão pelo centro da cidade. Presidida pelo bispo auxiliar, Dom Gilson Andrade, a celebração eucarística aconteceu na Igreja São Pedro dos Clérigos.

“Essa linda celebração reconhece que estamos diante do Senhor. Aproveitamos a presença de Cristo em nossa vida com a solenidade de Corpus Christi. Caminhar pelas ruas também é uma atitude de fé e uma forma de agir a um possível comodismo”, afirmou o religioso em entrevista.

Após a Missa, houve a tradicional procissão que saiu do Terreiro de Jesus, passou pela Praça Castro Alves, rua Carlos Gomes e chegou ao Campo Grande, onde aconteceu a bênção com o Santíssimo Sacramento. Diferente dos anos anteriores, a novidade foi o ostensório com a Eucaristia. Ele foi conduzido no meio do povo. Antes era levado em um carro ornamentado.

As amigas Silvia Cordeiro, do Acupe de Brotas, e Ninívea Almeida, do bairro da Federação, saíram cedo de casa para poder participar da solenidade. As duas classificaram como importante o feriado pelas características religiosas e históricas. “É a presença de Cristo que nos conforta. Salvador faz uma procissão bela e que foi a primeira do Brasil. Essa tradição continua”, discorreu Silvia.

Para Ninívea, cabe o poder púbico valorizar os festejos. “Eu acho que Salvador poderia ter uma festa muito maior. Acho que a Igreja faz a parte dela, mas a prefeitura poderia ajudar mais, principalmente pelo caráter histórico”, disse.

FERIADO - A festa de Corpus Christi teve início no século XIII, quando o Papa Urbano IV, por meio da bula Transiturus de hoc mundo, de 11 de agosto de 1264, instituiu a solenidade. A história dos louvores à Eucaristia, na festa de Corpus Christi, se entrelaça com a história da fundação de Salvador, já que é a mais antiga manifestação pública do Brasil, sendo realizada no país pela primeira vez no ano de 1549.

“A Solenidade de Corpus Christi deveria ter uma melhor atenção por se exaltar o Cristo, que é o ápice da nossa fé. A procissão sai pelas ruas da cidade, passa por pessoas pobres, os pedintes. Essa passagem recorda a passagem de Jesus por lugares como esses. É de fundamental importância levar Jesus Eucarístico pelas ruas da nossa cidade porque todo o povo de Deus caminha com Jesus”, afirmou o coordenador de eventos da Arquidiocese, padre Valter Ruy.

 Segundo o calendário litúrgico, a Solenidade ocorre sempre na quinta-feira seguinte à festa da Santíssima Trindade. Entretanto, é importante lembrar que o dia de comemoração do Sacramento da Eucaristia é a Quinta-feira Santa, dia em que foi instituída, enquanto que a festa de Corpus Christi se constitui como uma reduplicação da mesma.

Classificação Indicativa: Livre