Cidades

Motociclistas protestam por mais segurança após morte de entregador na Avenida ACM

Brenda Viana / BNews

Publicado em 29/03/2021, às 11h44    Brenda Viana / BNews    Redação BNews

Diversos motociclistas protestaram, nesta segunda-feira (29), por mais segurança para categoria após após a morte de um entregador de transporte por aplicativo, no sábado (27). A manifestação aconteceu nas proximidades da Madeireira Brotas, em Pernambués, em Salvador.

Segundo testemunhas, o homem foi atingido por um motorista que dirigia um carro Ford Fusion, na contramão em um dos viadutos do BRT, na Avenida ACM, em alta velocidade, em frente ao hipermercado Sam's. 

A vítima, o entregador de delivery Carlos Pereira Abade, morreu na hora. Além da moto, um outro veículo também foi atingido e não há informações sobre feridos.

Logo após o acidente, diversos motociclistas perseguiram e agrediram o suspeito. Ainda não há detalhes sobre a identidade do condutor do carro ou as motivações do acidente.

Por meio de vídeos que circulam nas redes sociais, motociclistas afirmam que o condutor do Fusion estava alcoolizado. 

Em nota, a Polícia Militar informou que equipes da 35ª Companhia Independente da Polícia Militar foram acionadas após um acidente de trânsito causar a morte de um motociclista, na Avenida ACM, Iguatemi, por volta das 20h. 

No local, a guarnição isolou a área para que as equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) pudessem atuar na ocorrência.

"O autor do acidente foi conduzido para a Central de Flagrantes onde a ocorrência foi registrada", diz o comunicado da PM.

CNH vencida
Segundo a Polícia Civil, por meio da assessoria, conforme o registro de ocorrência na Central de Flagrantes, o motorista do carro trafegava na contramão quando atingiu a motocicleta conduzida pelo entregador. Populares agrediram o condutor do carro, que foi socorrido e preso por policiais militares. 

"O suspeito apresentava sinais de embriaguez e estava com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida desde novembro de 2019. Ele foi autuado pela infração de direção sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência, e pelo crime de praticar homicídio culposo na direção de veículo, sob a influência de álcool ou outra substância que determine dependência – ambos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O homem passou por exames de lesões e está à disposição do Poder Judiciário", informou a Polícia Civil.

Classificação Indicativa: Livre