Cidades

"Voltando em pé": Passageiros denunciam superlotação em ônibus intermunicipais

Reprodução

"Não é permitido o transporte de passageiros em pé, salvo nas linhas semi-urbanas (até 75 km) e nos casos de prestação de socorro”, diz ANTT.

Publicado em 26/06/2022, às 17h02    Reprodução    Karine Pamponet

Baianos e turistas que foram passar o São João no município de Cachoeira, a 120 km de Salvador, estão encontrando dificuldade para comprar passagem de ônibus no retorno para capital baiana. Algumas empresas oferecem apenas a opção para que o usuário faça a viagem em pé, neste domingo (26).

Com a movimentação intensa no município, outros problemas estão deixando a população indignada. “Está tendo muita confusão. Ônibus sem parar na rodoviária, passageiros de outros horários que perderam a viagem porque o ônibus passou direto. Até para amanhã só estão vendendo passagem em pé”, diz o texto da denúncia recebida pelo BNews.

Leia mais:

Cachoeira se torna cidade sede do governo do Estado no Recôncavo

Arraiá BNews: Forró pé de serra agita população em Santo Antônio de Jesus

Palco se desmancha e cantor e influencer sofrem acidente na Bahia; veja vídeo

As imagens que acompanharam o texto da denúncia, mostram uma quantidade de pessoas em pé na rua aguardando uma solução para o retorno para casa.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o passageiro de transporte rodoviário interestadual e internacional tem o direito garantido à uma poltrona no ônibus, nas condições especificadas no bilhete de passagem. “Não é permitido o transporte de passageiros em pé, salvo nas linhas de características semi-urbanas (até 75 km) e nos casos de prestação de socorro”, diz o texto no site da ANTT.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre