Coronavírus

“Salvador reúne condições para ter carnaval", avalia empresário ligado ao setor de eventos

Reprodução/YouTube/ Portal Metro1 - Metropole

Para o empresário Fred Boat, idealizador do camarote do Nana, pode haver uma redução nos dias de festa - de seis para quatro, por exemplo

Publicado em 24/09/2021, às 10h25    Reprodução/YouTube/ Portal Metro1 - Metropole    Redação BNews

O empresário Fred Boat, idealizador do camarote do Nana, avaliou na manhã desta sexta-feira (24) que os membros da indústria da folia acreditam na possibilidade de realização do carnaval de Salvador no próximo ano. 

"Estamos com muita esperança de ter o carnaval. Acreditamos que Salvador reúne condições para ter o carnaval", disse em entrevista ao apresentador José Eduardo, durante o Jornal da Bahia no Ar 

Na avaliação dele o carnaval de 2022 é possível e lutamos para isso. Tem sido a luta de nós carnavalescos. Ele também destacou o fato de que Salvador atingiu marca de 100% de pessoas acima de 35 anos vacinadas contra a covid-19

"Esperamos que com a condução do governo e da prefeitura, o carnaval seja possível e altamente pavimentado por todos os atores do poder. Que possamos realizar o carnaval. Não vejo nenhum senão para que não aconteça o carnaval, e depois o São João", opinou.

Para Boat, a festa deve acontecer com limitações - tanto "indoor", quanto no "propositivo, de rua”. Ele avalia que todos os envolvidos querem que a festa aconteça com segurança. "Todos  querem estar bem com sua saúde e terá de ter toda segurança", opinou.

Nesse sentido ele destaca a importância de seguir vacinando a população. "Acredito que teremos um carnaval diferente dos dos anos anteriores. Um carnaval possível, com o mínimo de segurança, de um novo tempo", continuou.

O empresário acredita que pode haver redução nos dias de festa - de seis para quatro, por exemplo - e ponderou que agosto e outubro são meses críticos para a decisão, uma vez que os carnavalescos começam a botar “o bloco na rua” nesse período do ano.

“Esses atores [do poder público], no Conselho do Carnaval, precisam dar esse start decisório de combinar se teremos os seis dias de carnaval", analisou, citando que capitais como Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, já tem encaminhamento favorável à festa.

Por fim, também disse que acredita que a população pode acabar realizando o carnaval independente da decisão dos governantes.Idealizador do Camarote do Nana, Boat também destacou a importância da festa para a realização de empregos e fomento da economia.

Ele estima que os camarotes erguidos para festa empregam de 600 a 800 trabalhadores - 120 pessoas na edificação e cerca de 600 para viabilizar o funcionamento dos mesmos nos dias da festa. 

"Quando lutamos pelo carnaval fazemos também  pelo montador, pelo pintor, pela força de trabalho", sobre as pessoas um grupo de trabalhadores dependerem do carnaval para juntar uma receita extra no período da festa. 

Sem entrar em detalhes, disse que o Camarote do Nana terá um novo endereço na próxima edição da festa. O entrevistador sugeriu que a estrutura funcionará na Arena Fonte Nova, mas Boat desconversou sobre a hipótese. 

Leia também

Especialista alerta para possibilidade de nova variante em Salvador em caso de confirmação do Carnaval 2022

Governo pode exigir comprovante de vacina no Carnaval, diz secretária

Rumores sobre Carnaval indoor "não passam de meras conjecturas", diz Bruno Reis

Classificação Indicativa: Livre