Coronavírus

Leo Prates comenta cancelamento de Réveillon: 'grande preocupação'

Vagner Souza/BNews

Publicado em 29/11/2021, às 10h29    Vagner Souza/BNews    João Brandão e Nilson Marinho

O prefeito Bruno Reis (DEM) já bateu o martelo e informou na manhã desta segunda-feira (29) o cancelamento do Festival da Virada. O secretário municipal de Saúde, Leo Prates, afirmou que a decisão do gestor foi acertada, já que o mundo está em alerta com a identificação de uma nova variante da Covid-19, a ômicron.

“Uma decisão coerente com a nossa ação. Nós estamos diante de uma nova variante em um continente que tem uma relação histórica, principalmente com Salvador, com a Bahia, que é a África. O surgimento dessa variante preocupa a todos nós. A OMS já declarou que a variante é de preocupação. Nossa grande observação são com os estudos que estão sendo desenvolvidos para ver o real impacto dessa nova variante sobre a vacinação”, comentou Prates, durante evento da prefeitura na manhã desta segunda.

Agora a expectativa gira em torno da realização do Carnaval. Enquanto o setor do entretenimento e pessoas que trabalham durante os dias de folia defendem a realização da festa momesca, especialistas da saúde alertam sobre os riscos de um evento com a participação de milhões de pessoas.

O próprio secretário já alfinetou o governador Rui Costa (PT), que demonstra estar com os dois pés atrás para a liberação do evento. Prates comparou a liberação do público nos estádios de futebol com "um verdadeiro carnaval" em um crítica que fez as festas que já acontecem em toda a Bahia.

Nesta segunda, ele disse pensar como o gestor estadual. Segundo o secretário, é preciso cautela para tomar uma decisão. "Não é correto falar sobre isso [liberação do Carnaval] quando mundo está parado [...] em um momento de tanta tensão", completou.

Classificação Indicativa: Livre