Coronavírus

Ômicron: Casos de infecção devem ultrapassar variante delta

Divulgação/Unicamp

Segundo a OMS, a transmissibilidade da ômicron também deve ultrapassar variante delta

Publicado em 18/12/2021, às 11h18    Divulgação/Unicamp    Redação BNews

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um comunicado neste sábado (18) avaliando que a variante ômicron, do coronavírus, deve causar mais infecções do que a delta. A entidade também ressaltou que nova cepa está se propaganda significativamente mais rápido.

Porém, a OMS diz que os dados sobre a gravidade da ômicron ainda são limitados. "Mais dados são necessários para entender o perfil de gravidade e como a gravidade é afetada pela vacinação e imunidade pré-existente.”

Ainda de acordo com a entidade, a variante está se espalhando rapidamente em países com altos níveis de vacinação, mas não está claro se isso se deve à capacidade do vírus de escapar dos imunizantes, sua alta taxa de transmissibilidade ou uma combinação de ambos.

Leia mais: Reino Unido alerta para próximas semanas 'difíceis' com avanço de ômicron

STF determina 48h para governo federal se manifestar sobre vacina da Pfizer em crianças

Ômicron no Brasil

O Brasil tem 19 casos confirmados da variante ômicron, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na sexta-feira (17). De acordo com o portal G1, são mais de 7 mil casos em todo planeta.

"Até o dia de ontem [quinta-feira, 16], nós temos no mundo 7.123 casos confirmados em cerca de 70 países. Embora tenhamos casos confirmados em todas as faixas etárias, a maior parte deles, quase 60%, é no intervalo etário de 20 a 39 anos", disse Arnaldo Correia de Medeiros, secretário de Vigilância em Saúde.

"No nosso país, devido a nossa vigilância genômica estabelecida, nós já temos 19 casos confirmados em 4 unidades federais. Desses 19 casos, 11 são pessoas do sexo feminino e 8 sexo do masculino".

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre