Coronavírus

Rio de Janeiro passa a exigir comprovante de vacinação em bares, hotéis e outros estabelecimentos

Reprodução/

Prefeitura afirma que comprovante é necessário para evitar aumento no número de casos

Publicado em 04/12/2021, às 11h29    Reprodução/    Redação BNews

A Prefeitura do Rio de Janeiro está sendo mais exigente com o comprovante de vacinação. Por preocupação com a nova variante Ômicron do Coronavírus, a gestão municipal determinou que estabelecimentos como bares, hotéis e pousadas agora exijam o ‘passaporte da vacina’ para moradores e turistas.

A vacinação a ser comprovada deve corresponder à 1ª, 2ª dose ou a dose única, de acordo com o cronograma instituído pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio em relação à idade do indivíduo. Veja os locais que agora exigem o comprovante de vacina:

bares, lanchonetes, restaurantes e refeitórios (áreas internas ou cobertas);
boates, casas de espetáculos, festas e eventos em geral;
hotéis, pousadas e aluguel por temporada;
salões de beleza e centros de estética;
Além disso, a apresentação do passaporte de vacina continua obrigatório em academias, estádios e ginásios esportivos, museus, galerias, cinemas, teatro e parques. São considerados documentos válidos para a comprovação da vacinação, de acordo com a prefeitura:

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, nesses primeiros dias a prefeitura irá apenas orientar, mas, a partir da próxima semana, as multas começam a ser aplicadas para quem descumprir a determinação.

Os estabelecimentos deverão ser responsáveis pelo controle de cada pessoa em suas dependências mediante a apresentação do comprovante de vacinação com um documento com foto.

Classificação Indicativa: Livre