Justiça

TCU compartilha com TSE dados sobre investigação das “motociatas” de Bolsonaro

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

TSE deve instaurar investigação formal para apurar condutas do presidente

Publicado em 08/10/2021, às 20h58    Marcello Casal Jr/Agência Brasil    Redação Bnews

O Tribunal de Contas da União (TCU) enviou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) as apurações e fiscalizações completas em posse do TCU sobre as “motociatas” do presidente Jair Bolsonaro. Os dados foram enviados pelo ministro Raimundo Carreiro e farão parte de um inquérito em que corre no TSE para investigar condutas do presidente. A CPI da Covid havia pedido à Corte de Contas que iniciasse uma investigação sobre os gastos da União. 

O chefe do executivo nacional participou de diversos eventos como esse em cidades pelo país durante a pandemia que envolveram gastos com a mobilização de aeronaves oficiais, helicópteros, batedores, combustível e diárias para os agentes da segurança presidencial.

Iniciada em julho deste ano, a fiscalização envolveu a coleta de informações no Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) e na Secretaria-geral da Presidência. 

O Ministério Público Eleitoral pediu o compartilhamento das informações apuradas pelo TCU com o TSE e todas as informações colhidas foram enviadas ao corregedor do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão. Fontes do tribunal informaram à Globonews que esse compartilhamento significa que pode haver uma investigação formal do TSE sobre esse gasto de dinheiro público, caracterizando abuso de poder econômico.

As informações sobre a fiscalização feita pelo TCU estão sob sigilo. 

A investigação em trâmite no TSE apura se Bolsonaro cometeu abuso de poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação social, corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos, propaganda antecipada em relação aos ataques contra o sistema eletrônico de votação e à legitimidade das eleições de 2022.

Leia também:

Em meio a motociata de Bolsonaro, PM faz blitz na região do Dique do Tororó

TSE derruba decisão do TRE e Marcelo Crivella recupera direitos políticos

Um ano antes de eleição, TSE abre código-fonte de urnas eletrônicas

Auditor do TCU responsável por 'relatório paralelo da Covid' é afastado do cargo

TSE decide investigar suspeita de financiamentos nas manifestações do 7 de setembro

Classificação Indicativa: Livre