Justiça

Eliza: advogados reassumem defesa de Bola

Ércio Quaresma e Fernando Magalhães foram autorizados a voltar ao caso pela juíza Marixa Rodrigues

Publicado em 12/01/2013, às 23h02        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, voltou a ser defendido pelos advogados Ércio Quaresma e Fernando Magalhães no processo sobre o desaparecimento e morte da modelo Eliza Samudio. A dupla de defensores abandonou o caso no primeiro dia do júri popular, em novembro do ano passado.

Bola recusou ser representado por um defensor público e, por isso, seu julgamento foi adiado. O retorno dos dois advogados foi autorizado, nesta semana, pela juíza Marixa Rodrigues, que manteve a multa estabelecida em mais de R$ 18 mil a cada um pelo abandono do júri.

Bola será julgado a partir do dia 4 de março, juntamente com o ex-goleiro Bruno e a ex-mulher do atleta, Dayane Rodrigues.

Classificação Indicativa: Livre