Justiça

Caiu no zap: Augusto Aras vaza própria conversa com pedido de Paulo Guedes para 'escapar' da PF; leia

Foto: Divulgação/PGR

Paulo Guedes pediu ajuda a PGR Augusto Aras para resolver imbróglio com a PF

Publicado em 27/05/2022, às 07h41 - Atualizado às 07h42    Foto: Divulgação/PGR    Redação

Procurador-Geral da República, Augusto Aras cometeu uma gafe comprometedora em seu WhatsApp e vazou uma conversa que deveria ser sigilosa em seus status do aplicativo - ferramenta semelhante aos stories do Instagram, onde o usuário compartilha alguma imagem, vídeo ou mensagem para todas as pessoas que têm o seu número salvo e vice-versa.

A conversa em questão era com o advogado do ministro da Economia, Paulo Guedes, que foi intimado a ser ouvido em um inquérito que investiga o senador Renan Calheiros (MDB). O tema era a possível dispensa do chefe da equipe econômica do governo de depor à Polícia Federal. Confira prints na imagem abaixo. Os textos foram excluídos por Aras na noite de quarta-feira (25), minutos após a publicação.

Procurada pelo jornal Folha de São Paulo, a PGR disse que Aras recebeu o pedido de audiência com o advogado de Guedes e respondeu que "seriam tomadas as providências para checar a viabilidade de futura agenda".

Leia mais

A investigação que mira Calheiros tem origem no acordo de colaboração premiada de um ex-executivo da Hypermarcas, atual Hypera Pharma, assinado pela PGR na gestão do então procurador-geral Rodrigo Janot.

augusto aras vaza própria conversa com advogado de paulo guedes

A apuração foi aberta em 2017 e mira a relação do senador com Milton Lyra, apontado pelos investigadores como lobista de integrantes do MDB no Postalis.

Veja também:Inflação no Brasil já bateu no pico, diz ministro Paulo Guedes durante conferência em Davos

Guedes foi intimado a depor em 1º de junho como declarante, ou seja, não investigado.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre