Justiça

'Evento jurídico que ganhou uma proporção gigantesca', garante Hilarião sobre II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana

BNews
Conferência conta com a presença da advogada Gabriela Prioli, responsável pela palestra magna  |   Bnews - Divulgação BNews

Publicado em 05/06/2024, às 20h19   Alex Torres e Victória Valentina



O Centro de Convenções de Salvador recebe, na noite desta quarta-feira (5), o início da II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana, realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA). No evento, cerca de 300 especialistas são esperados para debater assuntos em mais de 90 painéis. O encontro, que acontece até a próxima sexta, deve contar com a presença de cerca de três mil jovens advogados e advogadas, além de outros profissionais do Direito.

Em conversa com o BNews, Hermes Hilarião, especialista em Direito Eleitoral e Direito Público, que está coordenando o evento, disse que a conferência ganhou uma proporção nacional. Além disso, enalteceu a presença da advogada Gabriela Prioli, mestre em Direito Penal pela USP, responsável pela palestra magna.

"Estamos reunindo mais de 3 mil pessoas no Centro de Convenções, um evento jurídico que tomou uma proporção gigantesca, um evento que era estadual e eu posso dizer que se tornou verdadeiramente um evento nacional. Eu já venho participando há alguns anos de eventos da OAB e posso dizer que foi o maior lançamento de palestrante que nós já fizemos. A repercussão foi incrível, Gabriela tem uma aceitação muito positiva, as pessoas inclusive duvidaram, não acreditaram que a gente estava trazendo ela, e está sendo uma alegria receber ela na Bahia, que é uma referência", disse.

De acordo com Hilarião, os principais desafios na carreira de um jovem advogado já começam ao iniciar na profissão, uma vez que muitas pessoas estão escolhendo o Direito. O evento, portanto, pretende auxiliar nessas questões.

"Tem sido um ato de coragem. Quem quer exercer a advocacia deve ser apaixonado pela profissão, deve saber exatamente o que está acontecendo. Hoje nós temos um elevado número de cursos de Direito e isso tem trazido grandes problemas, pois temos muitas pessoas formando, muitas pessoas ingressando no mercado de trabalho, então hoje nós temos uma questão séria a ser debatida, que é o ensino jurídico e a qualidade dos cursos. Temos que formar melhor essas pessoas para que essas pessoas estejam aptas a ingressar no mercado de trabalho. Então, o evento serve para isso também, a gente fala de início de carreira, desse desafio, da relação com o cliente, do empreendedorismo, da gestão, do marketing jurídico, são temas que, por vezes, a gente não aprende na faculdade e o evento busca também contribuir na formação da jovem advocacia", disse.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp