Justiça

Milionário é condenado por matar esposa para embolsar seguro e viver com a amante

Reprodução / Facebook

Agora, ele aguarda a sentença, que pode chegar a prisão perpétua ou pena de morte.

Publicado em 02/08/2022, às 07h00 - Atualizado às 07h02    Reprodução / Facebook    Redação

O milionário Lawrence Rudolph, da Pensilvânia, nos Estados Unidos, foi condenado pela morte da esposa e por fraude do seguro de vida, ao embolsar a quantia de US$ 4,8 milhões após a morte da companheira.

Bianca Rudolph, casada com o dentista há 34 anos, foi morta com tiro no peito em 2016. Inicialmente, ele alegou que o disparo tinha sido acidental e foi feito pela própria Bianca, que arrumava suas malas com pressa, em Zâmbia, na África.

Mas tudo mudou no dia em que ele jantou com Lori Milliron, sua amante. Na ocasião, enquanto discutiam, ele foi ouvido gritando no restaurante: “Eu matei a porra da minha esposa por você!”.

Logo depois, a opinião dos jurados foi a de que Rudolph matou sua esposa a sangue frio como parte de um plano premeditado para receber o dinheiro do seguro de vida de Bianca e começar uma nova vida com sua amante de 20 anos. Agora, ele aguarda a sentença, que pode chegar a prisão perpétua ou pena de morte.

Segundo a reportagem da Monet, os promotores apresentaram provas que mostram que o disparo havia sido feito de uma distância entre 60 e 90 centímetros de distância. Eles ainda reforçaram que a decisão do marido em matar a esposa se deu porque Bianca passou a interferir nas decisões sobre as finanças do casal e exigiu que ele demitisse a amante, que era uma funcionária sua.

Aida de acordo com a publicação, a defesa do dentista alega que o casal mantinha uma relação aberta e que não haveria empecilhos para o romance com a amante. Os advogados ainda apontaram fundo de US$ 15 milhões aberto para os herdeiros, o que indicaria que Lawrence era rico o bastante para não ter de matar a própria esposa em troca de seu seguro de vida. Mas as afirmações não convenceram os jurados, agora, ele aguarda a sentença, que pode chegar a prisão perpétua ou pena de morte.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades

Classificação Indicativa: Livre