BNews Agro

Brasil propõe enviar missão à China para esclarecer casos do mal da vaca louca

[Brasil propõe enviar missão à China para esclarecer casos do mal da vaca louca]
13 de Setembro de 2021 às 09:24 Por: Marcello Casal Jr/Agência Brasil Por: Redação BNews

O Brasil propôs o envio de uma missão técnica do Ministério da Agricultura à China para esclarecer os casos do mal da vaca louca identificados no último dia 4. Dois casos - um em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais,  e o outro em Nova Canaã, em Mato Grosso - levaram à suspensão temporária das exportações de carne bovina ao país asiático.

No início do mês, o ministério da Agricultura explicou que o procedimento - contemplado pelo protocolo sanitário firmado entre os dois países - perduraria até que as autoridades chinesas concluam a avaliação das informações repassadas sobre os casos.

Fontes do mercado consultadas pelo colunista Marcelo Ninio, do jornal O Globo, disseram crer que os embarques serão retomados em breve, já que o Brasil agiu rapidamente. Contudo também existe apreensão sobre possíveis danos à indústria, decorrentes de uma suspensão mais prolongada.

Segundo a publicação, a proposta feita pelo Brasil de enviar uma missão à China incluiu uma consulta para que os técnicos sejam liberados da quarentena de duas semanas imposta a todos os que entram no país do exterior. Até esta segunda-feira (13), as autoridades chinesas ainda não haviam respondido à oferta.

A possibilidade de enviar uma delegação do governo brasileiro a Pequim faz parte das medidas previstas no protocolo firmado com a China, mas espera-se que ele não seja necessário para a liberação das exportações. 

Diante da dificuldade de realizar viagens internacionais, e exigência de quarentena de duas a três semanas para quem entra na China, isso significaria uma demora maior que a prevista na liberação dos frigoríficos.

Assim, uma outra alternativa apresentada foi discutir o tema numa reunião por videoconferência. Contudo, até a última sexta-feira (10), a China ainda não havia dado uma resposta à esta proposta.

Na avaliação de fontes diplomáticas consultadas pelo colunista, não há, neste momento, razão para supor que exista motivação por parte da China para prolongar a suspensão - seja de cunho político ou comercial.

Notícia Relacionada

Exportação de carne bovina para China é suspensa após Agricultura confirmar caso de "vaca louca" em frigorífico de BH

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar