Eleições / Eleições 2022

Kleber Rosa revela qual o diferencial entre ele e Jerônimo Rodrigues; confira

Joilson César/BNews

Candidato do PSOL ao Governo do Estado, Kleber Rosa teve a candidatura homologada em convenção nesta sexta (29)

Publicado em 29/07/2022, às 17h26    Joilson César/BNews    Eduardo Dias e Yuri Abreu

Durante a convenção estadual do PSOL, nesta sexta-feira (29), que homologou a candidatura ao Governo do Estado de Kleber Rosa, o psolista revelou qual o diferencial entre ele e Jerônimo Rodrigues (PT). Ambos declararam apoio ao ex-presidente Lula (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Segundo Rosa, Jerônimo pode até ter o apoio declarado de Lula como o candidato dele na Bahia, mas o petista não tem feito "campanha para o ex-presidente" no estado.

"Nós estamos fazendo a campanha de Lula de verdade. Vamos inaugurar hoje o segundo comitê do PSOL com Lula na Bahia. Jerônimo está tendo o apoio de Lula, mas não estou vendo ele fazer campanha para Lula. Nós vamos fazer campanha para Lula porque o nosso compromisso é com o povo brasileiro, de derrotar o bolsonarismo. Precisamos livrar o Brasil dessa tragédia que é Bolsonaro. Nesse sentido, estamos muito tranquilos com a posição que a gente ocupa", afirmou Kleber.

"Vamos dizer para o povo e mostrar para o povo que o que ele enxerga de possibilidade de um governo Lula, como um governo de inclusão, quem de fato pode dar isso na Bahia somos nós. Jerônimo traz a defesa de uma gestão de de Rui Costa que não se mostrou responsável e comprometida com a inclusão social. Esteve muito distante daquilo que foi o governo Lula nos anos 2000. Nós estamos resgatando na Bahia um programa de inclusão social que se assemelha ao que o povo quer do presidente Lula. As pessoas vão ver e enxergar isso que Lula no Brasil é Kléber Rosa na Bahia", pontuou o agora candidato ao Palácio de Ondina.

Questionado sobre o porquê de ser governador da Bahia, o psolista respondeu que a Bahia precisa de alguém que "defenda o povo de verdade".

"Nosso povo vive um processo secular de exclusão que segue se refletindo nos índices do Estado da Bahia. A gente ver governos que se sucedem, tanto no Estado quanto na Prefeitura de Salvador, se colocam como opção os seus projetos, no entanto, seguem disputando obras enquanto o nosso povo continua morando embaixo da ponte. Então, é necessário ter um projeto que defenda, de fato, a inclusão social, garanta a cidadnia plena para a nossa gente", disse.

Para Kleber, as bandeiras centrais de seu governo, caso eleito, serão a inclusão social, a cidadania plena e reforma agrária.

"A Bahia, o Estado, é detentor da maioria dasa terras desse estado. Nós podemos garantir acesso à terra a todas as pessoas, sem precisar tomar terra de ninguém, sem assustar ninguém. Promover um programa de agricultura familiar, possibilitando o nosso povo do interior ter acesso à terra, à comida, à casa, à dignidade", pontuou.

Sobre seu desempenho nas pesquisas eleitorais, o candidato do PSOL foi enfático ao destacar que é desconhecido por quase 80% das pessaos entrevistadas nos levantamentos, mas que segue pontuando mesmo assim.

"De acordo com as pesquisas, eu sou o candidato menos conhecido. Eu sou desconhecido por quase 80% das pessaos entrevistadas, e mesmo assim estou pontuando, com 2%, com possibilidade de crescimento. Eu não tenho dúvida que a medida em que a nossa voz chegar às pessoas, que possam conhecer a nossa história, nossa trajetória de luta, o que estamos propondo para a Bahia, nós vamos crescer, vamos disputar e ocupar o espaço necessário para fazer a disputa", finalizou o candidato.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre