Eleições / Eleições 2022

Luciano Bivar sobre nome da terceira via: ‘Não vai dar em nada’

Divulgação

Pré-candidato do União Brasil ao Planalto avalia que disputas internas no PSDB e no MDB só serão resolvidas pelos tribunais

Publicado em 23/05/2022, às 07h43    Divulgação    Redação

Após abandonar as negociações para se lançar candidato à Presidência da República pelo União Brasil, o deputado federal Luciano Bivar (UB) fez duras críticas a chamada terceira via.

Um dos idealizadores da candidatura única, Bivar disse que as negociações ‘não vai dar em nada’, pois as siglas pensam em interesses próprios. “Não vai dar em nada (a candidatura da terceira via), não vão apresentar nenhum candidato. Tivemos esse sentimento de que não ia a lugar nenhum, que não haveria uma concordância de princípio. Ninguém pensa em projeto Brasil. Sentimos que cada um estava muito pensando no seu partido, isoladamente na sua paróquia”, criticou, em declaração ao o Globo.

Após a saída do União Brasil do grupo, os presidentes de PSDB, MDB e Cidadania tentam convencer o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) a deixar a disputa em favor da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

João Doria se recusa a deixar a disputa e por ter sido escolhido como candidato à Presidência em prévias realizadas em novembro pela sua sigla.

A escolha por Tebet foi decidida após pesquisas a apontarem como menor rejeição entre o eleitorado.
Luciano Bivar ainda descarta a possibilidade de retornar às reuniões com MDB e Cidadania e levanta a possibilidade de candidatura chapa pura (presidenciável e vice do União Brasil).

O parlamentar pretende oficializar sua própria pré-candidatura ao Palácio do Planalto, de forma independente das demais siglas, em evento no próximo dia 31.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre