Eleições / Eleições 2022

PT na Bahia contesta estratégia de ACM Neto; entenda

João Ramos/Ascom PT Bahia
Coordenadora da campanha proporcional do PT explica estratégia de comunicação petista  |   Bnews - Divulgação João Ramos/Ascom PT Bahia

Publicado em 29/08/2022, às 16h18   Redação BNews


FacebookTwitterWhatsApp

A coordenação de campanha do PT na Bahia contestou, nesta segunda-feira (29), a estratégia adotada por ACM Neto (UB) de que "tanto faz" quem vença a disputa pela Presidência e quer nacionalizar campanha, partido, principalmente, das candidaturas proporcionais.

De acordo com a coordenadora da campanha proporcional, e vice-presidente do PT Bahia, Luciana Mandelli, a linha adotada por Neto é para evitar perder eventuais votos de um lado ou de outro.

“Ou seja, para ele tanto faz um ou outro. No entanto, para mais de 60% do eleitor que já escolheu Lula porque não aguenta mais a situação em que o país se encontra e tudo o que representa o Governo Bolsonaro, esse 'tanto faz' faz pouco caso de quem passa dificuldades. Portanto, colocamos no centro da estratégia criativa da campanha esse 'tanto faz' para demostrar o quanto o posicionamento de Neto é falso, enganador e prejudicial à Bahia. No fundo, esse 'tanto faz' atrapalha Lula e serve para mascarar o alinhamento de Neto a Bolsonaro”, explicou Luciana, que avaliou "ainda que a estratégia é um acerto da equipe de comunicação petista".

“Essa equipe já nos acompanha há muito tempo. Em 2006 eles desenvolveram a tese do “time de Lula”. Foi tão acertada que pautou o Brasil inteiro e que segue sendo reproduzida. Nós vamos apostar em correr nessa raia dos votos de Lula na Bahia e aprofundar a identificação da nossa base eleitoral com o voto casado", disse.

Luciana afirma ainda que é estratégico aprofundar a ideia de que a Bahia "tem lado".

“A população baiana sinaliza muito nitidamente sua intenção de voto presidencial. Lula é forte na Bahia e o povo baiano quer Lula, assim, nossa campanha proporcional também questiona o sentido dessa declaração de “tanto faz” que nosso adversário tenta expressar. O país não aguenta mais Bolsonaro, quando Neto assume essa postura ele contraria a vontade do eleitor baiano que já sinalizou também o peso do voto casado e sua predileção pelo projeto do PT, vai ser Lula Lá e Jerônimo Cá”, pontuou.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp